Jeep Grand Cherokee Trackhawk bate recorde de um SUV em piso de gelo [vídeo]

Grand Cherokee Trackhawk com sistema de travagem Brembo revela impressionante aderência em gelo e atinge velocidade de 280 quilómetros por hora.

Jeep Grand Cherokee Trackhawk bate recorde de um SUV em piso de gelo [vídeo]

Grand Cherokee Trackhawk com sistema de travagem Brembo revela impressionante aderência em gelo e atinge velocidade de 280 quilómetros por hora.

De acordo com os dados confirmados pela Federação Russa do Automóvel (FAR), o Jeep Grand Cherokee Trackhawk registou uma velocidade média, numa distância de 1 km, de mais de 257 km/h com partida lançada e velocidade média superior a 100 km/h com partida de posição parada. A velocidade máxima sobre gelo, segundo os rastreadores GPS, foi de 280 km/h. O Jeep Grand Cherokee Trackhawk confirma-se, assim, como o mais potente SUV de produção em série do mundo. Sob o capô, esconde-se um motor 6.2 V8 de 710 cv. Apesar das imponentes dimensões, o Trackhawk acelera de 0 a 100 km/h em apenas 3,7 segundos e atinge velocidade máxima de 290 km/h.

LEIA DEPOIS
Fiat Chrysler Automobiles propõe fusão com a Renault

Jeep Grand Cherokee Trackhawk com excelente tração no gelo

A participação nesta prova representa uma severa exigência para o sistema de travagem, devido às especificidades do gelo de Baikal. À luz do sol, a superfície do lago encontra-se coberta por uma película de água que reduz a aderência ao piso. No entanto, mesmo nestas condições, o Grand Cherokee Trackhawk apresentou excelentes resultados a travar, graças ao sistema Brembo com travões dianteiros de grandes dimensões. A tração foi garantida pelo sistema integral Jeep Quadra-Trac, que inclui diferencial traseiro eletrónico de deslizamento limitado e caixa de transferência de uma velocidade, e pelo sistema Selec-Track com cinco modos dinâmicos de condução – Auto, Sport, Track, Snow e Tow –, que permite que o condutor escolha a configuração ideal em função das exigências do piso e das condições ambientais, incluindo condução em gelo. Antes da prova, foram removidos do Grand Cherokee Trackhawk os elementos desnecessários, e foi verificado se o combustível era suficiente.

Mais de 20 recordes de velocidade no gelo em Baikal, em oito anos

Todas as voltas foram efetuadas de acordo com os regulamentos da FIA Russa. A velocidade média máxima foi medida numa distância de 1 km com partida lançada; os condutores tinham de percorrer 1 km no meio da pista à máxima velocidade possível e 1 km com partida de posição parada. As regras ditaram também que era necessário passar pelos pontos de cronometragem em ambas as direções, para que os juízes pudessem calcular o resultado médio. O comprimento total da pista era de 12 km, de modo a permitir as necessárias acelerações e travagens. A velocidade absoluta máxima alcançada em cada volta foi incluída no Livro de Recordes oficial da Rússia. A primeira edição do festival “Speed Days on the Baikal Ice” realizou-se em 2011. Ao longo de oito anos, foram estabelecidos mais de 20 recordes de velocidade no gelo em Baikal, em diferentes categorias de viaturas. Todas as provas são tradicionalmente realizadas sobre gelo natural e a preparação da pista limita-se à remoção de obstáculos (neve amontoada, elevações) que possam colocar em causa a segurança de pilotos ou de juízes. Os resultados são registados por juízes credenciados pela FAR, utilizando equipamento de cronometragem aprovado pela FIA.

LEIA MAIS

Renegade – Liberdade sem fronteiras dentro e fora da cidade [vídeo e fotos]
Este carro é o mais vendido em Portugal e as mulheres adoram-no
Tonale – O primeiro SUV urbano Alfa Romeo

Impala Instagram


RELACIONADOS