O que comiam os portugueses há 100 anos, no Natal?

O perú nem sempre foi a refeição de eleição.

O que comiam os portugueses há 100 anos, no Natal?

O perú nem sempre foi a refeição de eleição.

No início do século XX, a véspera de Natal era sinónimo de jejum, na maioria do País. No dia 25 – ou depois da Missa do Galo, para alguns –, aí sim, podia comer-se até não poder mais.

Ceia de Natal era sinónimo de porco no Alentejo

No Alentejo e no Funchal, comia-se porco… Qual peru! No Norte – a única região que tinha a tradição da consoada na noite de 24 –, as famílias escolhiam postas de bacalhau suculentas, arroz de polvo ou polvo guisado – tudo pratos sem carne – para comerem depois da meia-noite. Só muitos, mas mesmo muitos anos mais tarde, a tradição de comer peru, cabrito, borrego ou marisco se alargou a todo o território de Portugal.

NATAL SOLIDÁRIO: Menino pobre com deficiência quer avião de presente para «voar lá no alto» [vídeo]

 

Impala Instagram


RELACIONADOS