Amante acusa rei Juan Carlos de a estar a usar como «testa de ferro»

Corinna zu Sayn-Wittgenstein revelou segredos obscuros sobre o rei emérito e diz haver saco azul na Casa Real Espanhola.

Há mais um escândalo a ensombrar a casa real espanhola. E é o rei emérito Juan Carlos que está no centro de toda a polémica.

De acordo com a edição desta quinta-feira, 12 de julho, do «El Español», o pai do Rei Felipe VI de Espanha terá um «saco azul». A mesma publicação avança, inclusive, algumas gravações audio que comprovam o «crime» do marido da rainha emérita Sofía.

A antiga amante do sogro de Letizia Ortiz, a alemã Corinna Zu Sayn-Wittgenstein, acusa o antigo monarca de a ter usado como «testa de ferro» para ocultar várias propriedades e outro tipo de património no estrangeiro.

Uma das razões, explica Corinna, é o facto te possuir residência no Mónaco, país onde não é necessário fazer uma declaração pública de património, o que era muito conveniente a Juan Carlos.

«Ele não estava comigo porque me amava, mas porque resido no Mónaco», afirmou a alemã.

Sem revelar mais promenores, a ex-amante  assegura ainda que está a ser «brutalmente pressionada», já que sabe que o antigo chefe de Estado espanhol está envolvido em esquemas ilegais de lavagem de dinheiro.

A família Bórbon ainda não emitiu qualquer tipo de esclarecimento face a este novo caso de hipotética corrupção real.

VEJA: Letizia e Felipe VI desentendem-se em público

Fotos: Reuters

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Amante acusa rei Juan Carlos de a estar a usar como «testa de ferro»

Corinna zu Sayn-Wittgenstein revelou segredos obscuros sobre o rei emérito e diz haver saco azul na Casa Real Espanhola.