Passado de Claudisabel marcado por bullying, dívidas e um tumor

Claudisabel morreu esta segunda-feira de madrugada na A2, quando regressava a casa depois de ter marcado presença no Domingão, da SIC.

Passado de Claudisabel marcado por bullying, dívidas e um tumor

Passado de Claudisabel marcado por bullying, dívidas e um tumor

Claudisabel morreu esta segunda-feira de madrugada na A2, quando regressava a casa depois de ter marcado presença no Domingão, da SIC.

Cláudisabel, que morreu esta segunda-feira num acidente de viação, aos 40 anos, não teve uma vida fácil. Embora fosse reservada em relação à vida pessoal, em 2020, a cantora ‘abriu o coração’ a Júlia Pinheiro e recordou o bullying que sofreu na escola, a pneumonia que a ‘atirou’ para uma cama e o facto dos pais se terem endividado para ela lançar um disco.

A artista passou uma infância feliz mas tudo mudou na adolescência. Claudisabel sofreu bullying na escola e não tinha amigos. “Sempre fui extrovertida. Penso que tinha uma maturidade um pouco acima da média e a primeira parte da minha infância foi excelente, foi a fase mais feliz da minha vida ao lado dos meus colegas de infantário e de primária”, começou por contar.

Claudisabel fazia parte de um grupo de majoretes mas depois de um responsável ter dito que ela “era a mais bonita” passou a ser alvo de ofensas. “Isto feriu algumas suscetibilidades e foi quando comecei a ser achincalhada. Não era cool falarem comigo, mas isso não me incomodava, não falarem ou não serem meus amigos. Incomodavam-me as ofensas, a falta de respeito”, recordou.

Para ler depois
Claudisabel agredida na rua por chamar à atenção mulher que não usava máscara [vídeo]
Claudisabel estava a fazer uma caminhada e foi agredida por uma mulher que não gostou que a cantora lhe tivesse chamado a atenção por não estar a usar máscara. (… continue a ler aqui)

Mas se na escola não tinha amigos, a mãe, Raquel Moreira, acabou por tornar-se a sua “melhor amiga”. E foi à progenitora que Claudisabel pediu para mudar de escola. “Sempre lidei com isso de forma muito própria. Entrava muda e saía calada da escola, sofresse humilhações ou não (…) Nunca mostrei publicamente que isso me incomodasse, mas ninguém gosta de ser ofendido e posto de parte.”

Pais endividaram-se para lançar disco

Desde cedo que Claudisabel demonstrou que gostava de cantar mas foi quando entrou numa escola de música que teve a primeira experiência profissional como cantora. A artista percorrreu o país a dar espetáculos. “Comecei a ensaiar, a cantar em bares, hotéis, fiz muita estrada antes de chegar à televisão. Sou uma pessoa que sempre teve muita experiência em palco”, disse no programa ‘Júlia’.

O sucesso começou a aumentar e foi então que Claudisabel lançou os dois primeiros discos. Mas por ser menor de idade e por não ter ajudas de editoras, os pais decidiram endividar-se para a cantora cumprir o sonho. “Nunca fui apoiada por editoras. Fui explorada. Os meus pais acabaram por pedir empréstimos para pagar os meus primeiros dois CD. Fizeram os créditos sem qualquer compensação. Acabámos por conseguir pagar, com muita luta, muita perseverança”, disse.   Ao mesmo tempo que percorria o país a dar concertos, Claudisabel abriu um negócio de estética com a mãe. “Exigia um grande jogo de cintura, sobretudo com todos os espetáculos a terem lugar na zona norte e centro. Eram viagens constantes, olheiras constantes”.

Problemas de saúde

A adolescência de Claudisabel também ficou marcada por uma pneumonia, quando tinha 14 anos. “Tinha uma mancha significativa no pulmão e quase perdi um ano [na escola]. Fiquei um período inteiro de cama e deixou-me debilitada, tudo o que são ares condicionados e correntes, sou muito suscetível de me constipar”, disse.  Mas mais recentemente, Claudisabel descobriu que tinha vários quistos no peito e um mioma no útero. “Foi-me diagnosticado um mioma que não me impede de ter filhos, mas provoca problemas noutros órgãos. Tem a dimensão de uma gravidez de três meses”, começou por revelar.

A cantora contou que decidiu não retirar o mioma, pois tinha medo de não poder ter filhos. “Retirá-lo podia impedir-me de ter filhos. Não sei se quero ou se vou ter ou não filhos. Nunca disse que não queria ter, mas se há possibilidade de os ter, prefiro arriscar outros problemas do que tirar toda essa possibilidade”, contou. Claudisabel revelou ainda que acabou por adiar a maternidade por estar dedicada à carreira.

Texto: Carolina Marques Dias;
Fotos: Redes sociais

Impala Instagram


RELACIONADOS