Pesadelo na Cozinha: Ljubomir considera o último restaurante «o mais difícil»

Stop Tir foi o maior desafio do chef até ao momento, nesta edição do Pesadelo na Cozinha. O proprietário fez tudo menos ajudar nas mudanças e Ljubomir diz que ele devia ter ido para cabeleireiro

Depois do restaurante Miquipal, na Parede, o Ljubomir Stanisic dirigiu-se agora até Vilar Formoso. Neste episódio do programa líder de audiências da TVI, o chef tenta ajudar o estabelecimento Stop TIR, um restaurante adquirido há quatro anos pelo ex-camionista Pedro.

LEIA MAIS: «Concordei com aquilo para não dar com uma travessa na cabeça de Ljubomir»

Pedro e a equipa conseguem identificar os problemas, mas não os conseguem resolver. E aqui que entra Ljubomir, que rapidamente diagnostica que está tudo errado. O chef nem sabe por onde começar!

«A comida não sabe a nada»

Ljubomir Stanisic chegou para a habitual primeira refeição. Pedro mostra-se bastante nervoso e é a namorada e cozinheira, Sónia, que o tenta acalmar.

Chegado o momento de apresentar a ementa, o proprietário do restaurante não consegue convencer Ljubomir. O Stop Tir não apresenta qualquer variedade de entratas o que deixa o chef desiludido. «Restaurante que serve apenas pão e azeitonas…quer dizer que vou comer bem» afirma irónicamente.

Apesar de não ficar convencido com o que lhe é apresentado, Ljubomir acaba por pedir perna de porco, sopa, salchicha, grelhada mista e costeleta de vitela. O problema geral que o chef encontra é a falta de tempero na comida e o facto de serem servidos sempre os mesmo acompanhamentos, arroz e batata frita.

Mais tarde, Ljubomir vai para a cozinha, para observar Sónia e Irina e ver como pode ajudar o restaurante a melhorar. O condutor do programa não perde tempo e começa a ver o que precisa de ser mudado e o que precisa de ir para o lixo.

«Tens uma empregada tua a chorar e estás-te a cagar para isso»

Ljubomir Stanisic chama Pedro para ajudar na cozinha, enquanto pede a Sónia e a Irina para fazerem uma pausa. Pedro não consegue dar conta do recado, as coisas descontrolam-se e a comida começa a sair atrasada. O proprietário do resturante acaba por gritar com outra empregada e Stanisic dá-lhe um raspanete.

«Tens uma empregada tua a chorar e estás-te a cagar para isso. Achas que é por minha causa? Ou é por tu estares a gritar com ela? Não permito que grites com ninguém à minha frente sem necessidade. Muito menos quando tu vens para a cozinha e patinas como um coelho.»

No final do dia, Ljubomir tem uma conversa séria com os empregados e com Pedro. O dono do Stop Trip não aguenta a pressão e vai-se abaixo, vira as costas e fecha-se no armazem a chorar. Sónia vai ter com o namorado e tenta que ele regresse à cozinha.

Assim que regressa, Pedro pede desculpa e promete que «vai mudar». O chef afirma que está ali para ajudar e que não quer ver ninguém com lágrimas nos olhos.

«Eras para ser cabeleireiro»

Na manhã seguinte, a equipa volta a reunir-se com Stanisic, que vai ficar responsável. Enquanto Pedro faz as compras para o dia, Sónia fica responsável pela jardineira e Irina pelos carapaus fritos com arroz de tomate. Ljubomir fica com a tarefa de fazer um arroz de cabidela.

Entretanto, depois do ex-camionista regressar os animos exaltam-se. Ljubomir tenta, mais uma vez, ensinar Pedro e este continua a negar tudo o que o chef diz. «Para que é que me chamaste? Eu quero ser teu amigo, quero dar-te a possibilidade de teres o melhor de tudo, por isso é que estou cá. Estou cá por tua causa!» afirma Stanisic.«Estás a gastar muito dinheiro sem necessidade. Tu eras para ser cabeleireiro. O meu filho com seis anos ouve mais do que tu!» continua, revoltado.

Seguidamente, Pedro entra em reflexão. «Eu calei-me porque sabia que o chef tinha razão» admite o proprietário.

Para além da preocupação em relação à ementa, o condutor do programa foca-se em ensinar ao proprietário como poupar dinheiro. Este é um dos grandes problemas do restaurante, Pedro não está a fazer bem a gestão das contas.

Chegada a hora de almoço, Ljubomir Stanisic dá algumas orientações ao dono do Stop Trip. A ementa já está alterada, só falta ajustar os preços. Esta é a verdadeira preocupação de todos uma vez que menu diário deixa de custar 7, 50 € e cada prato passa a ter um valor de cerca de 11 €, com tudo o resto à parte.

LEIA TAMBÉM: Cristina Ferreira e Ljubomir fazem as pazes

Apesar de todo o nervosismo em torno da mudança, os pratos feitos por Sónia e Irina estão a ser um sucesso. O único problema é mesmo Pedro. O proprietário continua apreensivo com as mudanças e não motiva os empregados.

Quem consegue surpreender pela positiva o conceituado chef é Sónia. A cozinheira e namorada de Pedro é quem consegue meter ordem na cozinha e na sala, é organizada e motivada. Stanisic elogia-a por isso.

«Já não tenho vontade nenhuma de te ajudar»

Terminado o almço, Ljubomir pede para falar com o casal. A cozinheira mostra-se feliz com o sucesso que teve durante o serviço, já Pedro continua desmotivado. «Correu-me pessimamente mal» afirma. Esta frase do dono do restaurante irritou profundamente o condutor do programa que de imediato lhe deu um raspanete.

«Há dois pontos cruciais neste restaurante. Há um trabalhador do caraças aqui dentro, há um lutador do caraças. Há uma pessoa que luta por isto e que quer ver o restaurante em pé. Essa pessoa é a Sónia! Depois há um infiltrado aqui que se está a cagar para isto. Esse és tu.» começa por dizer o chef.

Ljubomir Stanisic continua a reclamar com Pedro de modo a fazer-lhe ver tudo o que fez de errado. «O que tu tens que pensar e refletir é se tu queres mudar isto para melhor. Porque eu já não tenho vontade nenhuma de te ajudar! Mas tenho uma vontade de fazer dela uma cozinheira, uma patroa…isso sim.» termina.

No dia seguinte, Pedro e Ljubomir encontram-se para decidir se o chef vai continuar a ajudar o restaurante. «Ontem motivou-me» disse o proprietário. O chef fica agradado com a mudança do rapaz e aproveita para lhe ‘abrir os olhos’ em relação ao empregados e às decisões que toma. Pedro precisa de tomar as rédias no que diz respeito às contas do estabelecimento.

Como forma de unir a ‘família’do Stop Trip, o chef prepara-lhes um piquenique para conviverem e se conhcerem melhor. Enquanto isso, as mudanças no espaço acontecem.

Pesadelo transforma-se em remodelação

O Stop Trip parecia outro. Pintado e restaurando por fora e acolhedor por dentro. As mudanças estéticas foram simples, o que se destacou foi a mudança na cor das paredes, mas uma mais valia para o espaço. O espaço ficou muito mais acolhedor.

O chef propôs também a mudança da ementa, que conta com pratos simples, rápidos e caseiros. Ljubomir Stanisic surpreende ainda o proprietário com um cartão que oferece a 12ª refeição aos clientes.

Para ajudar, o Centro de Formação Profissional para o Sector Alimentar da Pontinha oferece um curso certificado de higiene e segurança alimentar ao staff.

Antes de deixar o Stop Trip, o chef acompanhou os staff uma última vez. Apesar de Pedro estar um pouco baralhado ao início, com a ajuda de Sónia rapidamente se encontrou. O novo menu fez as delícias de todos e o trabalho de Ljubomir estava completo.

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

Pesadelo na Cozinha: Ljubomir considera o último restaurante «o mais difícil»

Stop Tir foi o maior desafio do chef até ao momento, nesta edição do Pesadelo na Cozinha. O proprietário fez tudo menos ajudar nas mudanças e Ljubomir diz que ele devia ter ido para cabeleireiro