Bebé sem rosto | Família destroçada vive sem respostas [exclusivo]

A família reveza-se nas visitas ao Hospital São Bernardo, em Setúbal, onde o bebé se encontra internado. «Estão todos muito em baixo. É complicado. A mãe está ao lado do bebé todos os dias»

Bebé sem rosto | Família destroçada vive sem respostas [exclusivo]

A família reveza-se nas visitas ao Hospital São Bernardo, em Setúbal, onde o bebé se encontra internado. «Estão todos muito em baixo. É complicado. A mãe está ao lado do bebé todos os dias»

«Um dia de cada vez». É assim, sem respostas, que a família de Rodrigo vive desde o dia 7 de outubro, dia em que o bebé veio ao mundo. O Portal de Notícias falou com fonte próxima dos pais da criança que nasceu sem olhos, sem nariz, nem uma parte do crânio – malformações que não foram detetadas pelo médico obstetra. Desde que o caso do ‘bebé sem rosto‘ se tornou público, a clínica Ecosado, em Setúbal, onde a mãe da criança, Marlene Simão, era acompanhada, fechou e o especialista foi suspenso preventivamente.  Ao todo, deram entrada 12 queixas contra o médico na Ordem.

LEIA DEPOIS

Caso do bebé de Setúbal mostrou «falência do controlo no sistema de saúde»

No hospital, «não dão previsões de nada»: «É um dia de cada vez»

Os vizinhos da família têm vivido a situação com discrição e não adiantam pormenores. Dizem que sabem apenas o que é transmitido na comunicação social. O Portal de Notícias conseguiu falar com uma fonte próxima da família do bebé sem rosto, que preferiu manter o anonimato. «A última ressonância revelou que ele tem o céu da boca deformado e é surdo. Respira só pela boca, mas já se alimenta através de um biberão», revelou, acrescentando que por agora «o menino encontra-se estável».

No hospital, «não dão previsões de nada». «É um dia de cada vez.» A família reveza-se nas visitas ao Hospital São Bernardo, em Setúbal, onde o bebé se encontra internado, com prognóstico reservado, nos Cuidados Paliativos de Pediatria, num quarto isolado. «Estão todos muito em baixo. É complicado. A mãe está ao lado dele todos os dias.»

Gravidez da mãe de Rodrigo «foi tranquila»

A mulher revela ainda que acompanhou a gravidez da mãe de Rodrigo. «Foi tudo tranquilo. Ela estava bem e não tinha nenhum sintoma que evidenciasse que algo estava mal.»

Marlene Simão foi acompanhada na clínica do médico Artur Carvalho, através de credenciais passadas pelo SNS. Fez as três ecografias habituais com o obstetra, mas nunca tinha sido avisada da existência de qualquer malformação do filho. Os pais só foram alertados para esta possibilidade numa ecografia 5D realizada numa outra clínica especializada. «Só aí é que foram alertados para as eventuais malformações.» Os pais confrontaram Artur Carvalho com o resultado preocupante, mas o médico terá garantido que estava tudo bem.

As complicações só foram detetadas depois do parto e os pais apresentaram queixa ao Ministério Publico contra o médico, levando a Procuradoria Geral da República (PGR) a anunciar que já abriu um inquérito. A queixa formal da família contra o clínico foi entregue a 21 de outubro na Ordem dos Médicos. O caso do bebé sem rosto permitiu descobrir uma série de outros episódios semelhantes.

Texto: Jéssica dos Santos; WiN

LEIA MAIS

Clínica do bebé nunca foi fiscalizada

Impala Instagram


RELACIONADOS