PSD acusado de usar cartaz xenófobo no Seixal

Comissão contra a Discriminação Racial investiga cartaz do PSD Seixal acusado de xenofobia e que discrimina “o povo chinês. Cartaz que mostra Mao Tsé-tung e fala em arroz. Candidato do PSD desvaloriza.

PSD acusado de usar cartaz xenófobo no Seixal

PSD acusado de usar cartaz xenófobo no Seixal

Comissão contra a Discriminação Racial investiga cartaz do PSD Seixal acusado de xenofobia e que discrimina “o povo chinês. Cartaz que mostra Mao Tsé-tung e fala em arroz. Candidato do PSD desvaloriza.

O candidato PSD ao Seixal, Bruno Vasconcelos, foi acusado de xenofobia e discriminação contra o povo chinês, depois de terem chegado denúncias junto da Comissão para a Igualdade e Contra a Discriminação Racial (CICDR) em relação a um dos cartazes dos sociais-democratas no concelho.

Em causa está um cartaz da candidatura do partido à Câmara do Seixal que continha a imagem do ditador chinês Mao Tsé-tung com a frase “depois de 45 anos a comer arroz, vais votar nos mesmos de sempre? Mao, mao, Maria”.

A CICDR procedeu duas denúncias que consideravam que a frase acima referida seria suscetível de “discriminar o povo chinês, sendo assim um ato xenófobo” e era “diminuidora da cultura chinesa”. Os queixosos consideram ainda que com a expressão pretender-se-ia diminuir “as dificuldades que os chineses passaram durante várias lutas e Guerras que enfrentaram, e que os obrigou a subsistir muito com base no arroz. Fazer da fome de um povo uma piada”.

Bruno Vasconcelos afirma, à TVI, que “estas denúncias foram certamente feitas por pessoas que lidam muito mal com o contraditório e com oposição”, garantindo ainda que o intuito do cartaz “é claro”.

Trata-se de um jogo com a expressão ‘Outra vez arroz?’, já que o Seixal é governado pelos mesmos há 45 anos. A associação que há entre imagem e texto é, claramente, com a frase ‘Mao, Mao, Maria’. Qualquer outra associação, especialmente uma xenófoba, é da responsabilidade de quem assim o quer interpretar”, refere o candidato social-democrata.

Para Bruno Vasconcelos, a campanha do PSD no Seixal tem como objetivo “lembrar o eleitorado seixalense de algumas referências do PCP”, utilizando algumas “figuras comunistas sanguinárias”, para recordar as “consequências de deixar levar a ideologia comunista avante”. Já fomos de Stalin e Fidel até Mao, podendo ainda passar por uns quantos mais, não sendo minimamente relevante a sua raça ou etnia, apenas a sua ideologia”, reforçou.

VEJA AGORA
Garcia de Orta | Urgências pediátricas podem reabrir faseadamente a partir de abril
Urgência pediátrica do Garcia da Orta já reabriu
O Hospital Garcia de Orta, em Almada, reabriu esta segunda-feira, a partir das 20 horas, o atendimento noturno da urgência pediátrica, encerrado durante quase dois anos (… CONTINUE A LER AQUI)

Impala Instagram


RELACIONADOS