Rapariga faz 2 mil quilómetros para doar medula óssea a desconhecido

Giovanna Venarusso Crosara, de 24 anos, natural de São Paulo viajou em plena pandemia mais de dois mil quilómetros com um objetivo: doar medula óssea para salvar uma vida.

Rapariga faz 2 mil quilómetros para doar medula óssea a desconhecido

Rapariga faz 2 mil quilómetros para doar medula óssea a desconhecido

Giovanna Venarusso Crosara, de 24 anos, natural de São Paulo viajou em plena pandemia mais de dois mil quilómetros com um objetivo: doar medula óssea para salvar uma vida.

Giovanna Crosara, de 24 anos, natural de São Paulo viajou em plena pandemia mais de dois mil quilómetros com um objetivo: doar medula óssea para salvar uma vida.

A estudante de psicologia inscreveu-se na plataforma Redome – Registo Nacional de Doadores de Medula Óssea – em 2016 e, no final de 2020, recebeu uma chamada a informá-la de que havia um paciente 100% compatível.

“Quando ligaram e disseram que havia a possibilidade de ser compatível com um dos pacientes fiquei surpreendida“. A jovem explica ainda que foi preciso realizar um outro exame para “confirmar a compatibilidade”.

Pouco mais de um mês depois, em dezembro, voltou a ser contactada com a confirmação de que era 100% compatível com um paciente e, a partir daí, a (longa) viagem começou a ser planeada.

Operação não originou qualquer complicação

No dia 11 de janeiro viajou até Recife – com todos os custos a ser suportados pelo programa – para fazer mais alguns exames e, dia 23, partiu novamente para Pernambuco para ser internada e fazer a doação.

“Fiz teste à covid-19, tomografia, exame sanguíneo e levei uma injeção para estimular a medula. Como estava sedada não vi nem senti nada. Acordei na salinha de recuperação”, relata Giovanna.

A cirurgia teve lugar a 25 de janeiro e no dia seguinte teve alta e viajou para casa. Questionada sobre se voltaria a submeter-se a todo o procedimento, a estudante não hesitou.

“De certeza que faria de novo. Por que não doar? A verdade é que enfrentamos riscos maiores em certos momentos das nossas vidas. É incómodo, mas pode salvar a vida de alguém”, concluiu em declarações ao portal G1.

LEIA AINDA
Várias pessoas baleadas em tiroteio nos Estados Unidos
Três trabalhadoras de canal de televisão assassinadas a tiro
Três trabalhadoras de uma estação de televisão foram hoje baleadas e mortas por homens armados. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS