Rainha Isabel II faz 91 anos celebrados com dezenas de tiros de canhão

Dezenas de tiros de canhão ouviram-se hoje em Londres para celebrar o 91.º aniversário da rainha Isabel II, que mantêm o juramento que fez aos 21 anos de dedicar a sua vida, “longa ou curta”, aos súbditos.

Rainha Isabel II faz 91 anos celebrados com dezenas de tiros de canhão

Rainha Isabel II faz 91 anos celebrados com dezenas de tiros de canhão

Dezenas de tiros de canhão ouviram-se hoje em Londres para celebrar o 91.º aniversário da rainha Isabel II, que mantêm o juramento que fez aos 21 anos de dedicar a sua vida, “longa ou curta”, aos súbditos.

Dezenas de tiros de canhão ouviram-se hoje em Londres para celebrar o 91.º aniversário da rainha Isabel II, que mantêm o juramento que fez aos 21 anos de dedicar a sua vida, “longa ou curta”, aos súbditos.

Especialistas da realeza consideram que Isabel II não irá desistir do seu cargo, relembrando o juramento que fez quando completou 21 anos: “Eu declaro perante todos vocês que a minha vida inteira, seja ela longa ou curta, será dedicada ao vosso serviço e ao serviço da nossa grande família imperial, à qual todos nós pertencemos”. Como todos os anos, o aniversário da monarca fez estrondo, sendo festejado por 41 salvas de canhão em Hyde Park e por 62 na Torre de Londres no final da manhã. Entretanto, a rainha comemora o dia com discrição no Castelo de Windsor, onde tradicionalmente passa um mês no período da Páscoa.

Boris Johson, o ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, escreveu na sua página do Twitter “Hip hip viva à rainha!”, enquanto a BBC abriu a sua programação com o hino “God Save the Queen” (Deus Salve a Rainha). A rainha Isabel II comemora geralmente o seu aniversário em duas fases, a primeira no próprio dia e a segunda numa cerimónia oficial em junho, de acordo com uma tradição antiga segundo a qual assim se pode escapar aos caprichos do tempo.

No ano passado, o aniversário privado da monarca expandiu-se para as ruas perto do castelo de Windsor onde se aglomerou uma multidão e foi amplamente divulgado pelos meios de comunicação, seguido por muitas comemorações por todo o país.

“Eu ainda estou viva”,

brincou a rainha dois meses mais tarde, durante uma visita à Irlanda do Norte, tendo celebrado em fevereiro o jubileu de safira que representam os 65 anos no troco britânico. Isabel subiu ao trono em 1952 com 25 anos, após a morte do seu pai George VI.

Esta resistência contribui para sua popularidade e a monarca, que sempre teve o cuidado de ficar longe de assuntos políticos, afirma-se hoje como um dos últimos fatores de coesão no Reino Unido prejudicados por regionalismos e divididos desde a votação para o “Brexit”. Nascida a 21 de abril de 1926, a soberana exibe atualmente tanto a firmeza quanto o reconhecimento das naturais limitações que vão surgindo no exercício das suas funções, delegando gradualmente algumas atividades noutros membros da família real. O herdeiro do trono, o príncipe Carlos representa cada vez mais a casa real em viagens ao exterior, tal como os netos da rainha, Harry e William. De acordo com dados compilados pelo especialista da monarquia Tim O’Donova, a rainha Isabel II diminuiu a presença em compromissos oficiais de 393 em 2014, para 341 em 2015 e 332 em 2016 e a tendência é que continue a abrandar em 2017.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS