Previsão de chuva para Málaga preocupa autoridades que tentam resgatar menino que caiu em poço

No quinto dia de operações de resgate, as autoridades mudam de estratégia para tentar salvar menino que caiu num poço, em Málaga, Espanha. A previsão de chuva para a cidade preocupa autoridades.

Previsão de chuva para Málaga preocupa autoridades que tentam resgatar menino que caiu em poço

Previsão de chuva para Málaga preocupa autoridades que tentam resgatar menino que caiu em poço

No quinto dia de operações de resgate, as autoridades mudam de estratégia para tentar salvar menino que caiu num poço, em Málaga, Espanha. A previsão de chuva para a cidade preocupa autoridades.

No quinto dia de operações de resgate, as autoridades mudam de estratégia para tentar salvar o menino de dois anos que caiu, no passado domingo, dia 13, num poço, em Málaga, Espanha. A previsão de chuva para a cidade preocupa as autoridades que temem vir a ter complicações no resgate.

Foi estabelecido um limite máximo desde a noite de terça-feira, dia 15 de janeiro, para o encontrar: 48 horas. As equipas trabalham contra o tempo. Está prevista chuva para Málaga a partir das 14h00 de amanhã e ainda não há sinais do pequeno Julen.

LEIA MAIS: ÚLTIMA HORA: Autoridades mudam de estratégia. Menino está há mais de 96 horas dentro do poço

Juan López Escobar, da Ordem dos Engenheiros do Sul, em Espanha, afirma que a instabilidade do terreno está a dificultar o trabalho dos peritos. Os problemas no túnel horizontal residem no facto de existirem rochas. A estratégia passa agora por um túnel vertical ou paralelo ao poço onde está Julen.

«Falar de tempos é impossível», refere Escobar. O engenheiro diz ainda que uma obra desta dimensão demoraria cerca de um mês só para a preparação da furação.

O presidente da Federação Andaluza de Espeleologia, José Antonio Berrocal, afirmou na manhã desta quinta-feira, dia 17 de janeiro, que acredita que o menino «possa ser encontrado vivo».

Pedra dificulta trabalhos

O problema para os peritos das operações está na existência de uma pedra sobre Julen. Se essa pedra for de barro e água, poderá haver a possibilidade de ser hermético – completamente fechado (de modo que nem o ar possa entrar, nem o fumo ou vapor sair).

No entanto, se se tratar de uma pedra de cantos angulosos, típica na zona de Málaga, o especialista afirma que «entre os espaços pode circular ar com facilidade».

LEIA MAIS: Previsão do tempo para sexta-feira, 18 de janeiro de 2019

Texto: Redação WIN - Conteúdos Digitais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS