Pai do bebé do ano condenado a pena de prisão por crime de há 13 anos

Flaide Jorge foi capa de todos os jornais quando o seu filho se tornou o primeiro bebé a nascer, em Portugal, em 2020.

Pai do bebé do ano condenado a pena de prisão por crime de há 13 anos

Pai do bebé do ano condenado a pena de prisão por crime de há 13 anos

Flaide Jorge foi capa de todos os jornais quando o seu filho se tornou o primeiro bebé a nascer, em Portugal, em 2020.

Flaide Jorge foi capa de todos os jornais quando o seu filho se tornou o primeiro bebé a nascer, em Portugal, em 2020. De acordo com o Correio da Manhã, o homem foi agora condenado a pena de prisão por um homicídio que aconteceu há 13 anos. Segundo a mesma publicação, o crime aconteceu na Quinta do Mocho, em Loures, em 2008. O homem alega ser inocente, mas diz que vai respeitar a decisão da Justiça.

Tudo aconteceu quando Flaide tinha 19 anos. À publicação, a mulher, Vânia, diz que o companheiro, agora com 31 anos e pai de cinco filhos, “mudou e merece uma segunda oportunidade para estar ao lado dos filhos e vê-los crescer”.

O crime aconteceu a 17 de agosto de 2008 quando  um grupo de jovens quis entrar numa festa na Quinta do Mocho. O grupo foi impedido de entrar e gerou-se uma enorme confusão. Os jovens foram embora, mas voltaram minutos depois com caçadeiras e dispararam contra quem estava à porta da festa. Três pessoas foram atingidas. Alguns dos participantes da festa quiseram vingar-se e dirigiram-se a casa de Marco Vaz, com caçadeiras e pistolas. Segundo a acusação, a vítima foi encurralada e assassinada na cozinha de casa com dois tiros.

Quatro pessoas foram detidas, sendo Flaide Jorge o último. Foram condenados a penas entre os 13 e os 14 anos de prisão. Outros seis suspeitos, entre os quais o atirador, nunca foram apanhados nem julgados. O julgamento teve a primeira sentença em março de 2017.

LEIA MAIS

Meteorologia: Previsão do tempo para quarta-feira, 17 de fevereiro

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS