Movimento Coletes Amarelos chega ao fim

O fim do movimento foi anunciado pelo porta-voz, Bruno Miguel Branco, que aponta culpa ao Governo e ao povo português.

Movimento Coletes Amarelos chega ao fim

Movimento Coletes Amarelos chega ao fim

O fim do movimento foi anunciado pelo porta-voz, Bruno Miguel Branco, que aponta culpa ao Governo e ao povo português.

O Movimento Coletes Amarelos Portugal anunciou ao final desta segunda-feira, 12 de agosto, que tinha chegado ao fim. Através da página de Facebook do movimento, o porta-voz Bruno Miguel Branco diz a decisão foi tomada após uma reunião interna e por unanimidade mas «com profunda tristeza».

LEIA DEPOIS
Greve dos motoristas. Volume de combustíveis na rede de emergência entre 35 e 45%

«Sempre nos esforçámos por lutar pelos que menos têm»

«Sempre nos esforçámos por lutar pelos que menos têm, exigindo reivindicações que, a nosso ver trariam um controlo maior sobre a corrupção e, por outro lado, maior justiça social. Por tudo isso, fomos alvo primeiro de medo, depois de chacota, crítica, conotações a todo o género de extremismos ou partidos, tudo menos a simples verdade», diz. «Sempre lutámos de coração, sem nada pedir em troca por amor a Portugal e ao povo português», acrescenta.

Porta-voz do movimento aponta culpa ao Governo

Desta forma, Bruno Miguel Branco diz ainda: «O povo português escolheu não fazer nada e nós, ao fim de tanto sermos ignorados e alvos de chacota, decidimos aceitar, embora com a mágoa do que poderíamos ser e conseguir.» Na mesma mensagem, o porta-voz aponta ainda culpa ao Governo, lamentando que o executivo tenha utilizado a polícia «como um escudo para eternizar o seu sistema corrupto».

LEIA MAIS
Previsão do tempo para quarta-feira, 14 de agosto

Impala Instagram


RELACIONADOS