Militares que obrigaram prostituta a fazer continência condenados

Dois militares da GNR foram condenados por gravarem momento em que passam por prostituta e a obrigam a fazer continência. O vídeo foi divulgado nas redes sociais.

Militares que obrigaram prostituta a fazer continência condenados

Militares que obrigaram prostituta a fazer continência condenados

Dois militares da GNR foram condenados por gravarem momento em que passam por prostituta e a obrigam a fazer continência. O vídeo foi divulgado nas redes sociais.

Dois militares da GNR gravaram o momento em que passam por uma prostituta e a obrigam a fazer continência. O vídeo foi divulgado nas redes sociais e recuperado pelo Correio da Manhã, que avançou com a notícia.

O vídeo mostra os dois militares a passarem pela mulher que faz continência ao ouvir os gritos, com megafone, dos homens. «Como está a correr o trabalho? Está aí à sombrinha, na cadeirinha», afirma um dos agentes. O outro militar usa o megafone para lhe ordenar a fazer continência. «Pode estar à vontade. À vontade não é à vontadinha», diz. No fim, os dois militares abandonam o local a rir.

Perante este episódio, o comando-geral da GNR afirma, em comunicado, que «vem desencadeando um conjunto de diligências tendentes à localização espacial e temporal da ocorrência, bem como à identificação dos possíveis autores, para apuramento das responsabilidades».

O Comando da Guarda, citado pelo Público, refere que «não se revê, nem tolera a adopção deste tipo de conduta, a qual é contrária aos padrões de actuação dos seus militares e aos princípios fundamentais que norteiam a sua qualidade de agentes de força pública e órgãos de polícia criminal». Acrescenta ainda que este é «um caso isolado».

LEIA MAIS

Previsão do tempo para quinta-feira, 30 de maio

Corticeira que despediu Cristina Tavares desiste de recurso e paga multa

Impala Instagram


RELACIONADOS