Menina chama Uber antes de se suicidar. Pai culpa empresa

Uma menina de 12 anos tirou a própria vida no dia 10 de janeiro depois de ter requisitado os serviços da Uber de o condutor a ter levado ao local onde cometeu o suicídio.

Menina chama Uber antes de se suicidar. Pai culpa empresa

Menina chama Uber antes de se suicidar. Pai culpa empresa

Uma menina de 12 anos tirou a própria vida no dia 10 de janeiro depois de ter requisitado os serviços da Uber de o condutor a ter levado ao local onde cometeu o suicídio.

Uma menina de 12 anos tirou a própria vida no dia 10 de janeiro depois de ter requisitado os serviços da Uber de o condutor a ter levado ao local onde cometeu o suicídio. Caso aconteceu nos Estados Unidos.

O pai de Benita Diamond exige agora explicações à empresa devido ao facto de a Uber não estar autorizada a transportar menores sem o acompanhamento de um adulto.

De acordo com o pai da menina, Benita fez o download da aplicação no telemóvel da mãe e fez o pagamento com um cartão de crédito que lhe foi oferecido no Natal. Segundo o New York Post, o pai condena a Uber por permitir que a menina fizesse a viagem durante a noite enquanto ele e a esposa estavam a dormir.

«Se a Uber tivesse seguido a sua política não tenho dúvidas que a nossa filha ainda estaria aqui», disse o pai à mesma publicação, sublinhando que a família pondera apresentar uma queixa legal contra a empresa.

LEIA MAIS

Mulher finge ser jornalista e entrevista Neymar com microfone de karaoke

Previsão do tempo para domingo, 9 de junho

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS