Condenado a 18 anos por matar ex-comando a tiro

Pedro Miguel Teixeira, de 26 anos, foi morto com três disparos à queima-roupa. Para além da pena, agressor terá de pagar indemnização à família da vítima.

Condenado a 18 anos por matar ex-comando a tiro

Condenado a 18 anos por matar ex-comando a tiro

Pedro Miguel Teixeira, de 26 anos, foi morto com três disparos à queima-roupa. Para além da pena, agressor terá de pagar indemnização à família da vítima.

Um homem, de 37 anos, foi condenado no Tribunal de Almada a 18 anos e meio de prisão por ter assassinado a tiro o ex-comando Pedro Miguel Teixeira, a 26 de agosto de 2017. A vítima tinha 26 anos.

O crime ocorreu após uma discussão entre os dois. Seguiram-se agressões e o arguido abandonou o local e voltou com um revólver. O antigo militar foi alvejado com três tiros à queima-roupa, que o atingiram no peito e cabeça.

O arguido está ainda obrigado pelo tribunal a pagar uma indemnização de 146.300 euros aos familiares da vítima. A decisão judicial surge depois de o Tribunal da Relação de Lisboa ter ordenado a anulação do primeiro julgamento e a realização de outro.

Tal como dá explica o CM, o arguido encontrava-se em liberdade por terem sido ultrapassados os prazos de prisão preventiva, mas proibido de sair do país. No atual processo, ficou provado que vítima e arguido já se conheciam.

LEIA AINDA
Condenado por apalpar menor em estação de metro
Julgado por apalpar menor em estação de metro
Um homem foi acusado pelo Ministério Público por ter apalpado um menor numa estação do metro de Lisboa. Imagens de videovigilância serviram de prova. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS