Condenado a 15 anos por atropelar mortalmente amigo

Um vendedor de carros foi condenado a 15 anos de prisão pelo por ter atropelado mortalmente um amigo. Em causa está uma zanga após uma festa, em abril do ano passado, na Maia.

Condenado a 15 anos por atropelar mortalmente amigo

Condenado a 15 anos por atropelar mortalmente amigo

Um vendedor de carros foi condenado a 15 anos de prisão pelo por ter atropelado mortalmente um amigo. Em causa está uma zanga após uma festa, em abril do ano passado, na Maia.

Um vendedor de carros foi condenado nesta terça-feira, 9 de março, a 15 anos de prisão pelo por ter atropelado mortalmente um amigo. Em causa está uma zanga após uma festa, em abril do ano passado, na Maia.

A vítima, João Monteiro, 27 anos, natural de Felgueiras, organizou uma festa na sua residência em Castêlo da Maia, no dia 12 de abril do ano passado, durante o primeiro confinamento motivado pela pandemia.

O arguido, José S., 21 anos, que também estava na festa, assim como a vítima e duas outras pessoas, decidiram dar uma volta de carro, em direção a Pedras Rubras.

Troca de agressões terminou em atropelo fatal

No carro, vítima e arguido envolveram-se numa discussão. Saíram do veículo e, de acordo com a acusação, partiram para agressões mútuas. João Emílio Monteiro ficou no exterior, enquanto o arguido e as outras pessoas voltaram para o carro.

Mas José, que não tinha carta de condução, resolveu pegar no volante e arrancou. Acabou por atropelar o amigo, que morreu no bloco operatório do Hospital de S. João, vítima das graves lesões.

O tribunal deu como provado que, ao contrário do alegado pelo arguido, houve intenção de usar o carro como arma para matar o opositor. No mesmo dia, o indivíduo entregou-se num posto da GNR. Foi detido depois pela Polícia Judiciária do Porto.

Tal como escreve o JN, os juízes deram como provado o crime de homicídio qualificado e o arguido foi condenado a 14 anos e oito meses de cadeia. Levou ainda oito meses de prisão por condução sem habilitação legal.

LEIA AINDA
Rui Pinto libertado com obrigação de apresentações semanais à PJ
Rui Pinto com guarda pessoal 24 horas por dia
Rui Pinto, criador do Football Leaks, beneficia de programa de proteção de testemunhas no âmbito de diversas investigações em curso na Polícia Judiciária (PJ), no Ministério Público e em autoridades estrangeiras. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS