Baby Led Weaning, a nova forma de alimentar os bebés

Baby Led Weaning, a nova forma de alimentar os bebés

Baby Led Weaning (BLW) é uma técnica de introdução alimentar, que consiste em oferecer ao bebé, quando inicia a alimentação complementar, aos seis meses, os alimentos que os pais estão a comer e deixá-lo comer o que quer, na quantidade que quer.

Falámos com a nutricionista Sara Romeiro sobre esta prática, que incentiva a autonomia do bebé durante as refeições, e que tem conquistado cada vez mais adeptos na Europa, nos Estados Unidos e, mais recentemente, em Portugal.

Quem criou o método? O que é o BLW?

O Baby Led Weaning (BLW) foi criado por uma consultora de saúde e parteira britânica chamada Gill Rapley, que se dedicou a este tema após ter sido mãe e ter estado em contacto com muitas outras mães que tinham dificuldade na introdução de sólidos dos seus filhos. Este
método consiste em oferecer ao bebé os alimentos em pedaços, onde este escolhe o que come, na quantidade que quer.

Como funciona a técnica Baby Led Weaning?

Os alimentos, cortados em pedaços, são colocados no tabuleiro da cadeira da papa, e ficam à disposição do bebé para que ele explore e
experimente à sua vontade. Ele vai agarrar, amassar, espremer, levar à boca e, por fim, comer.

Quais são as vantagens de introduzir os sólidos com a técnica do BLW em vez dos alimentos passados e das tradicionais papinhas?

Desta forma, o bebé participa na refeição em família e é ele que define o ritmo da refeição, preparando- se para os sólidos de forma mais natural e desenvolvendo mais rapidamente a aptidão para comer de forma autónoma. Uma vez que é o bebé a estabelecer o seu ritmo, vai ter tendência a comer de forma mais tranquila e pausadamente.

Inicialmente, é natural que o bebé brinque mais do que coma, mas isso vai permitir-lhes sentir os alimentos; perceber a cor e a textura; distinguir os sabores e os cheiros. Existe a preocupação por parte dos pais dos seus filhos não consumirem os nutrientes necessários, por isso, estes têm de estar cientes que este regime é acompanhado pela amamentação em livre demanda. Ou seja, é importante que o bebé consuma a quantidade de leite materno que quiser. Uma vez que este alimento é muito completo e de fácil digestão, ele é o principal alimento no primeiro ano de vida, onde a introdução de sólidos é feita gradualmente, sem muitas regras e sem pressas. As mães que optam por leite adaptado também podem usar o mesmo sistema, sem qualquer problema.

Quais os cuidados que os pais devem ter ao escolher esta técnica?

O BLW é recomendado a partir dos seis meses, pois normalmente é a altura que os bebés estão preparados para a introdução alimentar dos sólidos. No entanto, cada bebé é um ser individual, logo, alguns, estarão preparados mais cedo, enquanto outros mais tarde. Os pais devem estar atentos aos sinais, que passam por verificar se o bebé consegue ficar sentado com apoio; se agarra nos alimentos e leva-os à boca e se o reflexo de extrusão da língua (reflexo de defesa, que se baseia em expulsar com a face anterior da língua o que se introduz na boca do lactente) já desapareceu. Posteriormente, oferece-se alimentos fáceis de agarrar (em palitos, por exemplo) e deixa-se o bebé manuseá-los livremente. Não se deve interferir nem forçar a comer. É também importante que o bebé não esteja cansado ou com fome
e que participe na refeição familiar.

Com a técnica BLW o bebé pode engasgar-se?

Desde que o bebé esteja bem sentado, o BLW não apresenta maior risco de engasgamento do que o método tradicional. Os bebés possuem o chamado gag reflex, que é um reflexo natural quando estão a aprender a comer. Este reflexo funciona como um sistema de segurança onde os bebés, apesar de se atrapalharem, conseguem desengasgar-se sozinhos. Não devemos interferir nestes casos, intervindo apenas em casos de um engasgamento a sério, onde o bebé fica roxo e sem reação, pois existe algo a interromper as vias aéreas.

É possível misturar esta técnicacom a introdução tradicional, oferecendo papinhas e alimentos moídos alternadamente?

É possível fazer uma introdução mista, sobretudo quando os pais/famílias não estão preparados para o BLW. Desta forma, vão aprendendo a confiar nos seus bebés e deixando os receios de lado.

Sara romeiro Baby Led Weaning
Sara Romeiro, nutricionista

Saiba mais na revista Anuário Crescer com Saúde, já nas bancas


RELACIONADOS

Baby Led Weaning, a nova forma de alimentar os bebés

Baby Led Weaning (BLW) é uma técnica de introdução alimentar, que consiste em oferecer ao bebé, quando inicia a alimentação complementar, aos seis meses, os alimentos que os pais estão a comer e deixá-lo comer o que quer, na quantidade que quer.