Ucrânia: Zelensky pede ao ocidente que imponha à Rússia sanções “dolorosas”

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu ao ocidente sanções mais amplas e “realmente dolorosas” para a Rússia, descrevendo como “insuficientes” as novas sanções

Ucrânia: Zelensky pede ao ocidente que imponha à Rússia sanções

Ucrânia: Zelensky pede ao ocidente que imponha à Rússia sanções “dolorosas”

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu ao ocidente sanções mais amplas e “realmente dolorosas” para a Rússia, descrevendo como “insuficientes” as novas sanções

O Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, pediu sanções mais amplas e “realmente dolorosas” para a Rússia, descrevendo como “insuficientes” as novas sanções, impostas nomeadamente pelos Estados Unidos e pela União Europeia (EU). A Casa Branca anunciou na quarta-feira que os Estados Unidos e aliados ocidentais iriam impor sanções adicionais ao Kremlin, incluindo a proibição de qualquer novo investimento na Rússia e o alargamento de restrições a bancos russos. “Esse pacote parece espetacular. Mas não é suficiente”, disse Zelensky num discurso, citado num comunicado no sítio oficial da Presidência, na noite de quarta-feira.

Ucrânia: Onze corpos encontrados numa garagem em Gostomel
O ex-ministro do Interior ucraniano, Arsen Avakov, disse que onze corpos, alegadamente mortos por tropas russas, foram encontrados numa garagem em Gostomel, nos arredores de Kiev

A Ucrânia continuará a “insistir no bloqueio total do sistema bancário russo”, o que dificultaria a intervenção da Rússia nas finanças internacionais, bem como a transação de petróleo com o ocidente, disse o Presidente. O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, disse na quarta-feira acreditar que as sanções da UE à Rússia devido à agressão à Ucrânia deverão abranger, “mais cedo ou mais tarde”, importações de petróleo e gás russo. “O embargo ao fornecimento de petróleo russo será aplicado de qualquer maneira”, disse Zelensky. “A única questão é quantos mais homens e mulheres ucranianos os militares russos terão tempo para matar, para que vocês, alguns políticos — e nós sabemos quem são — possam ganhar um pouco de determinação em algum lugar”, disse o líder.

Vladimir Putin alega que a Ucrânia é liderada por “nazis” e “drogados”

Se não houver “um pacote de sanções realmente doloroso” e o fornecimento de armamento à Ucrânia, isso “será considerado pela Rússia como (…) uma autorização para ir mais longe”, acrescentou. Dirigindo-se aos cidadãos russos, Zelensky, que é judeu, disse: “vocês têm que exigir — exatamente, exigir — o fim da guerra. É melhor perder agora algo e enfrentar de alguma forma a máquina repressiva russa por exigir a paz do que ser equiparado aos nazis para o resto das vossas vidas”. O Presidente russo Vladimir Putin tem alegado que a Ucrânia é liderada por “nazis” e “drogados”.

A Rússia lançou em 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que matou pelo menos 1.563 civis, incluindo 130 crianças, e feriu 2.213, entre os quais 188 menores, segundo os mais recentes dados da ONU, que alerta para a probabilidade de o número real de vítimas civis ser muito maior. A guerra já causou um número indeterminado de baixas militares e a fuga de mais de 11 milhões de pessoas, das quais 4,2 milhões para os países vizinhos. Esta é a pior crise de refugiados na Europa desde a II Guerra Mundial (1939-1945) e as Nações Unidas calculam que cerca de 13 milhões de pessoas necessitam de assistência humanitária. A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional, que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas e políticas a Moscovo.

Impala Instagram


RELACIONADOS