Ucrânia: MNE português condena e lamenta dezenas de vidas já perdidas

O ministro dos Negócios Estrangeiros português condenou, “sem ses, nem mas”, a “invasão militar” da Rússia a um Estado independente e lamentou as “dezenas e dezenas” de vidas já perdidas.

Ucrânia: MNE português condena e lamenta dezenas de vidas já perdidas

Ucrânia: MNE português condena e lamenta dezenas de vidas já perdidas

O ministro dos Negócios Estrangeiros português condenou, “sem ses, nem mas”, a “invasão militar” da Rússia a um Estado independente e lamentou as “dezenas e dezenas” de vidas já perdidas.

Lisboa, 24 Fev 2022 (Lusa)- O ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, condenou hoje, “sem ses, nem mas”, a “invasão militar” da Rússia a um Estado independente e lamentou as “dezenas e dezenas” de vidas já perdidas neste conflito. Numa audição no Parlamento, o chefe da diplomacia portuguesa fez uma condenação veemente do ataque russo e disse que esta é “a maior crise de segurança por que a Europa passa deste a II Guerra Mundial”. “Lamento com consternação pelas vidas que já foram perdidas”, manifestou Santos Silva, adiantando que já há informação de “dezenas e dezenas de pessoas que perderam a vida”.

LEIA DEPOIS
UE chama embaixador russo para repudiar invasão e prometer “resposta firme”

Antes de se iniciar o debate na Comissão Permanente, com o ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, precisamente sobre o conflito na fronteira entre a Rússia e a Ucrânia, Eduardo Ferro Rodrigues informou os deputados que enviou hoje de manhã uma mensagem ao seu homólogo ucraniano, na qual transmitiu “a mais veemente condenação pela agressão militar russa à Ucrânia”. “O maior ataque à paz e à estabilidade na Europa em décadas, que o é a um Estado soberano, livre e independente”, classificou, tendo também transmitido “a mais calorosa e profunda solidariedade com o povo ucraniano e o Parlamento que o representa”.

Impala Instagram


RELACIONADOS