Governo confirma o sequestro de 136 alunos no domingo na Nigéria

Cento e trinta e seis alunos de uma escola privada muçulmana foram sequestrados por homens armados no domingo no Estado do Níger, região central da Nigéria, confirmaram as autoridades locais.

Governo confirma o sequestro de 136 alunos no domingo na Nigéria

Governo confirma o sequestro de 136 alunos no domingo na Nigéria

Cento e trinta e seis alunos de uma escola privada muçulmana foram sequestrados por homens armados no domingo no Estado do Níger, região central da Nigéria, confirmaram as autoridades locais.

Cento e trinta e seis alunos de uma escola privada muçulmana foram sequestrados por homens armados no domingo no Estado do Níger, região central da Nigéria, confirmaram as autoridades locais.

“O Governo do Estado do Níger confirma que o número de alunos sequestrados por homens armados na escola muçulmana Salihu Tanko, localizada em Tegina, é de 136”, declarou o Governo nigeriano numa mensagem publicada na rede social Twitter na noite de quarta-feira.

As forças de segurança “estão a fazer o possível para garantir o retorno seguro das crianças”, garantiu o Governo nigeriano, mas agem “com cautela na perseguição aos bandidos para evitar danos colaterais”.

As autoridades estaduais também pedem ajuda ao Governo federal para “equipá-los melhor” para enfrentar esses grupos de sequestradores.

Cerca de 200 alunos estavam na escola Salihu Tanko, no Estado do Níger, na altura do ataque no domingo à tarde. Alguns conseguiram escapar e os sequestradores libertaram alguns alunos, com idades entre 4 e 12 anos, porque eram “pequenos demais para andar”, disse um dos funcionários da escola à agência de notícias AFP.

Este mais recente rapto de crianças no país ocorreu no dia seguinte à libertação de 14 estudantes no estado de Kaduna (norte da Nigéria), após 40 dias de detenção.

Governo forçado a pagar resgate

Cinco estudantes foram executados pelos seus raptores nos dias que se seguiram ao rapto para pressionar as famílias e forçar o Governo a pagar um resgate.

As famílias, citadas pela imprensa local, disseram ter pago um total de 180 milhões de nairas (357.000 euros) para recuperarem os filhos.

O ataque de domingo é o mais recente de uma série de sequestros de crianças em idade escolar e estudantes, nos últimos meses no centro e noroeste da Nigéria, onde há uma década gangues armados aterrorizam as populações, saqueando vilas, roubando gado e praticando raptos para obter resgates.

Sem contar os estudantes sequestrados no domingo, pelo menos 730 crianças e adolescentes já foram raptados desde dezembro de 2020.

O país mais populoso da África enfrenta enormes desafios de segurança, incluindo uma rebelião ‘jihadista’ no nordeste, que ceifou mais de 40.000 vidas desde 2009.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS