Embraer abre 100 vagas para fábricas de Évora aumentarem capacidade de produção

A construtora aeronáutica brasileira Embraer anunciou que abriu 100 vagas de emprego para as duas fábricas de Évora, para trabalhadores qualificados e não qualificados, para “responder ao aumento da capacidade de produção”.

Embraer abre 100 vagas para fábricas de Évora aumentarem capacidade de produção

Embraer abre 100 vagas para fábricas de Évora aumentarem capacidade de produção

A construtora aeronáutica brasileira Embraer anunciou que abriu 100 vagas de emprego para as duas fábricas de Évora, para trabalhadores qualificados e não qualificados, para “responder ao aumento da capacidade de produção”.

“A Embraer abriu 100 vagas para atuação nas unidades industriais Embraer Metálicas e Embraer Compósitos”, localizadas no Parque Industrial Aeronáutico de Évora, disse a empresa que está de saída destas fábricas, em comunicado. Segundo a construtora aeronáutica, estas contratações “pretendem responder ao aumento da capacidade de produção dos centros de excelência” localizados na cidade alentejana, cuja operação “tem uma importância estratégica para os produtos atuais e futuros da Embraer”.

Processamento dos reembolsos do IRS começa na 1.ª quinzena de abril
O secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, António Mendonça Mendes, estima que o processamento dos reembolsos do IRS se inicie na primeira quinzena de abril, devendo os contribuintes abrangidos pelo IRS automático estar entre os primeiros contemplados.

Além disso, a empresa visa ainda efetuar “a reposição natural de vagas” e dar cumprimento ao “compromisso” de “apoiar o desenvolvimento económico local”. “Portugal é o país onde a Embraer mais investe na capacidade industrial, fora do Brasil, e que fortalece a presença estratégica da companhia na Europa”, notou a empresa.

Salário base inicial é de 900 euros para trabalhadores qualificados

As instalações da Embraer em Évora “combinam as tecnologias mais avançadas na fabricação de aeroestruturas metálicas e de compósitos com um elevado nível de digitalização e automação dos processos produtivos”, realçou o presidente da Embraer Portugal, Antonio Carmesini.

“Estamos muito empolgados com a possibilidade de atrair mais talentos que se sentem desafiados a atuar numa empresa de alta tecnologia, procuram remuneração competitiva” e estão motivados “pela construção da aviação do futuro”, acrescentou.

Para estas 100 contratações, o salário base inicial é de 900 euros para trabalhadores qualificados e de 830 euros para profissionais não qualificados no setor, os quais vão ter de passar por formação interna, indicou a empresa.

Pretendem-se operadores técnicos de CNC, mecânicos ajustadores, mecânicos montadores de estruturas, operadores de processo especiais e moldadores. Os candidatos interessados podem enviar a candidatura para candidaturas.embraer@embraer.net.br.

Em 12 de janeiro, a Embraer anunciou a venda das duas fábricas em Évora à empresa aeronáutica espanhola Aernnova, um processo que ficou a um conjunto de condições que estimou seriam cumpridas no primeiro trimestre de 2022.

Esta “parceria estratégica” com a Aernnova “permitirá a ampliação dos níveis de ocupação nas fábricas de Évora e a diversificação da base de clientes, trazendo novas oportunidades de negócios”, acrescentou.

As fábricas, inauguradas em 2012, empregam cerca de 500 pessoas e envolveram um investimento inicial a rondar os 180 milhões de euros, tendo a empresa, dois anos depois, criado também um centro de engenharia e tecnologia na cidade alentejana.

Nas unidades são produzidos, entre outros, componentes para asas e estabilizadores verticais e horizontais para programas aeronáuticos da Embraer, nomeadamente dos aviões executivos Praetor 500 e Praetor 600, das duas gerações do avião comercial E-Jet e da aeronave KC-390 Millennium.

Impala Instagram


RELACIONADOS