BE quer alargar manuais escolares gratuitos até ao 12.º ano a todo o país

BE quer alargar manuais escolares gratuitos até ao 12.º ano a todo o país

A coordenadora do BE propôs hoje que todos os alunos do país até ao 12.º ano, da rede pública, tenham manuais escolares gratuitos, tal como acontece em Lisboa, uma medida em negociação para o Orçamento do Estado para 2019.

Catarina Martins visitou esta manhã a Escola Básica Sarah Afonso, em Lisboa, tendo no final explicado aos jornalistas que o objetivo do partido é “fazer no resto do país” aquilo que conseguiu na Câmara de Lisboa na área da educação, por via do acordo com o PS, antecipando que “esse é também o grande trabalho que o Bloco de Esquerda quer ver neste Orçamento do Estado” para 2019 (OE2019).

LEIA MAIS: Problemas com atribuição de manuais em Lisboa estão a ser resolvidos

“Ficamos orgulhos do trabalho que o Bloco de Esquerda fez para mudar as cantinas, acabar com o plástico, ter confeção local e no próprio dia, estamos orgulhosos de poder garantir em Lisboa manuais gratuitos até ao 12.º ano, por estarmos a transformar os passes e, portanto, o acesso ao transporte coletivo ser gratuito para as crianças e ser especial para as famílias”, elencou.

Assim, no OE2019, o BE quer estender a todo o país estas três medidas que diz ter provado ser possível fazer em Lisboa.

Na visita, a coordenadora do BE esteve acompanhada por Manuel Grilo, o vereador bloquista na Câmara de Lisboa com pelouro da Educação e Direitos Sociais, que substitui Ricardo Robles no cargo.

VEJA AINDA: Mais de 400 mil alunos já têm vales para manuais escolares gratuitos

 


RELACIONADOS

BE quer alargar manuais escolares gratuitos até ao 12.º ano a todo o país

A coordenadora do BE propôs hoje que todos os alunos do país até ao 12.º ano, da rede pública, tenham manuais escolares gratuitos, tal como acontece em Lisboa, uma medida em negociação para o Orçamento do Estado para 2019.