ONU “saúda calorosamente” saída de primeiro carregamento de cereais

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, “saudou calorosamente” a saída do primeiro cargueiro com cereais ucranianos, no quadro do acordo que visou levantar o bloqueio russo no Mar Negro.

ONU

ONU “saúda calorosamente” saída de primeiro carregamento de cereais

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, “saudou calorosamente” a saída do primeiro cargueiro com cereais ucranianos, no quadro do acordo que visou levantar o bloqueio russo no Mar Negro.

“O secretário-geral espera que este seja o primeiro de muitos navios comerciais, em conformidade com o acordo assinado e que vai trazer estabilidade e ajuda indispensáveis à segurança alimentar mundial, em particular nos contextos humanitários mais frágeis”, considera a ONU em comunicado.   O primeiro carregamento de cereais ucranianos deixou o porto de Odessa hoje de manhã, tal como previsto nos termos do acordo internacional com a Rússia, assinado em Istambul, anunciou o Ministério da Defesa turco. “O navio Razoni deixou o porto de Odessa em direção ao porto de Tripoli no Líbano. A chegada a Istambul está prevista para 02 de agosto [terça-feira]. Continuará a sua viagem até ao seu destino após as inspeções realizadas em Istambul”, acrescentou.

Ucrânia: Explosão em base naval russa na Crimeia faz seis feridos
Um pequeno engenho explosivo, transportado por um drone, explodiu hoje na base naval russa do mar Negro, na península da Crimeia, ferindo seis pessoas e levando ao cancelamento das cerimónias da marinha da Rússia, noticia a AP (… continue a ler aqui)

A Rússia e a Ucrânia assinaram acordos separados com a Turquia e as Nações Unidas, abrindo caminho para a Ucrânia – um dos principais celeiros mundiais – exportar 22 milhões de toneladas de cereais e outros produtos agrícolas que ficaram retidos nos portos do Mar Negro devido à invasão da Rússia. Os acordos também permitem à Rússia exportar cereais e fertilizantes. O navio de carga, com pavilhão da Serra Leoa, deve fazer uma escala em Istambul na terça-feira onde vai ser inspecionado antes de seguir viagem. A carga tem como destino o Líbano, país que enfrenta uma grave crise económica e financeira. “Hoje, a Ucrânia e parceiros dão mais um passo no sentido de prevenir a fome no mundo”, disse o ministro ucraniano das Infraestruturas, Alexander Kubrakov.

 Os acordos também permitem à Rússia exportar cereais e fertilizantes

O ministro disse ainda que o transporte de cereais também vai “ajudar” a Ucrânia. “Desbloquear os portos garante pelo menos mil milhões de dólares à economia [ucraniana] e é também uma oportunidade para os planos do setor agrícola previstos para o próximo ano”, adiantou o ministro do governo de Kiev. Entretanto, o executivo da Turquia disse, através de um comunicado, que “outros navios” devem zarpar dos portos ucranianos e navegar em corredores seguros [no Mar Negro], tal como previsto no acordo de 22 de julho. A Turquia não divulgou mais detalhes sobre os próximos carregamentos ucranianos.

Impala Instagram


RELACIONADOS