Morreu o homem mais rico de Portugal

O multimilionário português, Américo Amorim, morreu esta tarde de quinta-feira, dia 13 de julho, devido a complicações de saúde continuadas

Morreu o homem mais rico de Portugal

O multimilionário português, Américo Amorim, morreu esta tarde de quinta-feira, dia 13 de julho, devido a complicações de saúde continuadas

O homem mais rico de Portugal, Américo Amorim, morreu esta quinta-feira, dia 13 de julho, devido a complicações de saúde continuadas.

Segundo a lista das pessoas mais ricas do mundo da revista Forbes, a fortuna do empresário português aumentou para 4,4 mil milhões de dólares (4,09 mil milhões de euros), em 2017, ultrapassando o presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump. Américo Amorim era o 385º homem mais rico do mundo.

Américo Ferreira de Amorim tirou o Curso Geral do Comércio e deu de seguida os seus primeiros passos no mundo dos negócios ao integrar a empresa de cortiça da família, fundada em 1870.

Da cortiça à Galp Energia

Ao lado dos seus irmãos criou a fundação da Corticeira Amorim, da Ipocork e da Champcork, empresas do sector dos derivados da cortiça. Rapidamente, Américo Amorim estendeu os seus investimentos a outras sectores e tornou-se um dos principais accionista do Banco BIC Português e mais tarde, em nome individual, tornou-se o terceiro maior accionista do Banco Popular Español e concentrou participações sociais de relevo na Galp Energia.

Aos 82 anos, o multimilionário português deixa para trás um casamento com mais de 50 anos, com Fernanda e três filhas: Paula, de 45 anos, Marta, de 44, e Luísa, de 43.

Impala Instagram


RELACIONADOS