Grécia bloqueia entrada de quase 10.000 pessoas na fronteira com a Turquia

A Grécia bloqueou a entrada, desde sábado, de quase 10 mil migrantes provenientes da Turquia, anunciou fonte governamental.

Grécia bloqueia entrada de quase 10.000 pessoas na fronteira com a Turquia

Grécia bloqueia entrada de quase 10.000 pessoas na fronteira com a Turquia

A Grécia bloqueou a entrada, desde sábado, de quase 10 mil migrantes provenientes da Turquia, anunciou fonte governamental.

Em comunicado, as autoridades gregas referem que entre as 06:00 de sábado e as 06:00 de hoje (horas locais), foi impedida a entrada de 9.972 pessoas na região de Evros, que faz fronteira com a Turquia.

No entanto, do lado da Turquia, o ministro do Interior, Suleyman Soylu, afirmou hoje através da rede social Twitter que nas últimas horas 76.358 pessoas saíram do país, desde Edirne, e entraram na Grécia.

Citando a polícia grega, a agência noticiosa espanhola Efe dá conta da detenção de 73 pessoas que tentaram cruzar a fronteira naquela região de Evros, ao longo das últimas 24 horas.

No sábado, a Organização Internacional para as Migrações revelou que pelo menos 13 mil pessoas já se encontravam na fronteira greco-turca, após o Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, ter aberto as fronteiras para deixar passar migrantes e refugiados para a Europa.

O Presidente da Turquia anunciou no sábado ter aberto as fronteiras com a Europa para a passagem de migrantes e refugiados, adiantando que nas próximas horas entre 25.000 e 30.000 pessoas podem tentar chegar à Grécia.

“O que é que andamos a dizer há meses? Que se isto continuasse, seríamos obrigados a abrir as nossas portas. Não acreditaram em nós”, disse Erdogan durante um discurso em Istambul.

A Turquia alberga atualmente 3.5 milhões de refugiados sírios e centenas de migrantes e refugiados da Ásia, África e Médio Oriente usam o país como ponto de trânsito para alcançar a Europa através da Grécia.

Os dados mais recentes do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados, a Grécia tem atualmente 115 mil refugiados e com pedidos de asilo.

 

 

LEIA MAIS Novas análises indicam que Adriano Maranhão não está infetado com coronavírus

Impala Instagram


RELACIONADOS