Covid-19: Lisboa pode voltar ao confinamento em duas a três semanas

Autoridades de Saúde anunciam novas medidas depois de ultrapassadas as linhas vermelhas nos casos de covid-19 em Lisboa e em Lisboa e Vale do Tejo.

Covid-19: Lisboa pode voltar ao confinamento em duas a três semanas

Covid-19: Lisboa pode voltar ao confinamento em duas a três semanas

Autoridades de Saúde anunciam novas medidas depois de ultrapassadas as linhas vermelhas nos casos de covid-19 em Lisboa e em Lisboa e Vale do Tejo.

O secretário de Estado adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, o presidente do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge, Fernando Almeida, e o Diretor de Serviços de Informação e Análise da Direção-Geral da Saúde, André Peralta Santos apresentam as novas medidas de contenção à pandemia de covid-19 em Lisboa e Vale do Tejo e particularmente no concelho de Lisboa. O concelho de Lisboa está atualmente com uma incidência de 143 casos por 100 mil habitantes a 14 dias e um Rt (índice de transmissibilidade) de 1,14.

Vacinação anti covid-19 em Lisboa será antecipada

 

A vacinação contra a covid-19 vai ser alvo de “aceleração” em Lisboa e Vale do Tejo, e particularmente no distrito de Lisboa, anunciou, o secretário de Estado adjunto e da Saúde, António Lacerda Sales, em conferência de imprensa sobre as medidas a implementar na região, após o agravamento de casos covid-19. O grupo etário dos 40 anos vai começar a ser vacinado já em 6 de junho e no grupo dos 30 a vacinação arranca em 20 de junho.

O aumento da incidência de covid-19 na região – que regista “tendência crescente desde o início de maio” – com a mobilidade em torno do concelho de Lisboa, Lacerda Sales garantiu que as autoridades de Saúde e a Câmara de Lisboa têm “trabalhado num conjunto de medidas” que devem “ser reforçadas para evitar que a situação se agrave e para que as cadeias de transmissão sejam quebradas”.

Lisboa em confinamento “em duas a três semanas” se chegar aos 240 casos por 100 mil habitantes

As taxas de incidência da covid-19 mais altas no concelho de Lisboa concentram-se na freguesias centrais. Os números também têm crescido nas freguesias periféricas e nos concelhos próximos, disse André Peralta Santos, da Direção-Geral da Saúde. O concelho está atualmente com incidência de 143 casos por 100 mil habitantes a 14 dias e Rt (índice de transmissibilidade) de 1,14. A incidência está a aumentar sobretudo nas faixas etárias dos 20 aos 40 anos.

O aumento tanto da testagem como da taxa de positividade – encontraram-se mais casos positivos no total de testes realizados –, o técnico da DGS alertou para que, caso a evolução epidemiológica se mantenha, Lisboa pode chegar à marca dos 240 novos casos por 100 mil habitantes em 14 dias dentro de duas a três semanas – o que significaria novo confinamento.

Reforço dos testes à covid-19 nas escolas

André Peralta Santos prometeu ainda antecipação e reforço dos testes à covid-19 nas escolas e particular atenção às populações vulneráveis, como comunidades migrantes e refugiadas, que devem começar a ser testadas em 27 de maio. Vai igualmente ser reforçada a sensibilização para as medidas de proteção individual dos trabalhadores em serviços de entregas, nos táxi e nos TVDE. Em zonas onde normalmente há concentração de pessoas, como Bairro Alto, Cais do Sodré e Gare do Oriente, haverá unidades móveis para “testar e sensibilizar” para as medidas de proteção individual.

Impala Instagram


RELACIONADOS