Coronavírus: Organização do Portugal Fashion pondera desfiles à porta fechada

O evento de moda, que decorrerá no Porto dias 12, 13 e 14 de março, conta já com um desfile cancelado. Criador italiano Gilberto Calzolari não vai marcar presença, como previsto.

Coronavírus: Organização do Portugal Fashion pondera desfiles à porta fechada

Coronavírus: Organização do Portugal Fashion pondera desfiles à porta fechada

O evento de moda, que decorrerá no Porto dias 12, 13 e 14 de março, conta já com um desfile cancelado. Criador italiano Gilberto Calzolari não vai marcar presença, como previsto.

A organização do Portugal Fashion emitiu esta terça-feira, 3 de março, um comunicado dando conta das medidas que estão a ser tomadas perante a evolução do novo coronavírus. De modo a evitar a disseminação do vírus, «o Portugal Fashion encontra-se a trabalhar com as autoridades de saúde». Um dos desfiles do evento, no qual serão apresentadas as coleções para o próximo outono/inverno, foi cancelado. Trata-se da mostra do italiano Gilberto Calzolari, um jovem criador oriundo de uma área com transmissão comunitária ativa do COVID-19.

LEIA MAIS
Confirmado mais um infetado com coronavírus em Portugal

Do conjunto de «medidas preventivas» faz também parte «assegurar a existência de equipamentos e/ou instalações adequadas para a adoção de boas práticas de higiene, limpar regularmente as superfícies potencialmente infetáveis, reforçar as recomendações sobre higienização das mãos e de etiqueta respiratória, garantir um stock de máscaras cirúrgicas para o eventual aparecimento de pessoas com febre ou sintomas respiratórios».

O comunicado refere ainda que irão recomendar aos «convidados e ao staff técnico do Portugal Fashion para não comparecerem no evento se estiverem doentes, tido contacto com casos confirmados de COVID-19 ou, ainda, permanecido numa área com transmissão comunitária ativa nos 14 dias anteriores à data dos desfiles».

Restrição do acesso aos desfiles

No documento, a organização do Portugal Fashion relembra que se trata de um evento de moda que «reúne habitualmente várias centenas de pessoas no mesmo espaço e ao mesmo tempo».

O Portugal Fashion não prevê tomar mais medidas que condicionem o funcionamento normal do evento. Contudo, a organização admite que está a ponderar «restringir o acesso aos desfiles ou mesmo decidir pela sua realização à porta fechada, assegurando a respetiva transmissão on-line».
A organização do evento garante ainda que «vai seguir escrupulosamente as orientações da Direção-Geral da Saúde (DGS) no que respeita à organização de eventos públicos ou de massas». «Para tanto, está a preparar um plano de contingência que, conforme recomenda a DGS, contempla o diagnóstico e o encaminhamento de casos suspeitos de COVID-19 durante o evento, em articulação com os serviços de saúde local e de saúde publica», conclui o documento enviado às redações.

Texto: Cynthia Valente | WIN Porto

LEIA MAIS
A tormenta de Pedro Passos Coelho. Irmã tem cancro e irmão é hospitalizado
Rosa Grilo vai recorrer. Não recebe herança e terá de pagar 42 mil euros ao filho

Impala Instagram


RELACIONADOS