Rosa Grilo pode ser libertada se recurso não for decidido até 20 de setembro

O caso continua sem data para ser julgado. O Ministério Público quer a condenação de António Joaquim numa pena próxima da pena de Rosa, que foi condenada a 25 anos. A viúva continua na cadeia de Tires.

Rosa Grilo pode ser libertada se recurso não for decidido até 20 de setembro

Rosa Grilo pode ser libertada se recurso não for decidido até 20 de setembro

O caso continua sem data para ser julgado. O Ministério Público quer a condenação de António Joaquim numa pena próxima da pena de Rosa, que foi condenada a 25 anos. A viúva continua na cadeia de Tires.

O caso de Rosa Grilo pode conhecer um novo revés. A viúva, condenada a 25 anos de prisão pela morte do marido, Luís Grilo, pode ser libertada.

O Tribunal da Relação de Lisboa tem de decidir até 20 de setembro o recurso de Rosa Grilo e António Joaquim e se tal não acontecer, Rosa pode ser libertada.

O Correio da Manhã, avança ainda que o mesmo acontece num cenário em que os juízes desembargadores mandem repetir o julgamento.

O caso continua sem data para ser julgado. O Ministério Público quer a condenação de António Joaquim numa pena próxima da pena de Rosa, que foi condenada a 25 anos.  A viúva continua na cadeia de Tires.

LEIA MAIS Espanha. Pai esfaqueia os dois filhos e suicida-se. Criança mais velha morreu

Impala Instagram


RELACIONADOS