Professor condenado por abusar da sobrinha. Menina estava à sua guarda desde os 3 anos

A rapariga estava à guarda dos tios paternos e padrinhos desde os três tendo aos seis anos, por acordo judicial, ficou oficialmente à sua guarda.

Professor condenado por abusar da sobrinha. Menina estava à sua guarda desde os 3 anos

Professor condenado por abusar da sobrinha. Menina estava à sua guarda desde os 3 anos

A rapariga estava à guarda dos tios paternos e padrinhos desde os três tendo aos seis anos, por acordo judicial, ficou oficialmente à sua guarda.

Um professor do Ensino Secundário de Viseu foi condenado a três anos e sete meses de prisão efetiva por dois crimes de
coação sexual sobre a sua sobrinha e afilhada, então com 15 anos, avança o JN. A rapariga estava à guarda dos tios paternos e padrinhos desde os três tendo aos seis anos, por acordo judicial, ficou oficialmente à sua guarda.

O homem ficou proibido de, pelo período de seis anos, exercer qualquer profissão que envolva contacto regular com menores.

O crime aconteceu numa tarde de julho de 2015, estando só a menina e o tio em casa. O tio  foi até ao quarto da menor, deitou-se na cama dela e despiu-a. A jovem terá começado a gritar, a espernear e a chorar. Conseguiu escapulir-se do quarto mas nas escadas caiu e foi imobilizada pelo homem, que a imobilizou, abusando dela.

Menos de um anos depois, novo abuso. Sozinhos em casa, a rapariga dormia no sofá quando o tio a desnudou. Ela resistiu mas este praticou-lhe sexo oral contra a sua vontade.

Os crimes foram denunciados pela jovem e o homem foi detido.

Em tribunal, alegou que os factos ocorreram por vontade e iniciativa da sobrinha, que depois o denunciou por “vingança”.

Quando condenado, o arguido recorreu da decisão do tribunal.

LEIA MAIS GNR põe fim a festa ilegal com mais de 200 pessoas em Almancil

Impala Instagram


RELACIONADOS