OE2020: António Costa diz que receita ficou acima do esperado

O primeiro-ministro recusa que o Governo tenha recorrido a poupanças na despesa ao longo de 2020, em conjuntura de crise sanitária, contrapondo que a receita ficou acima do estimado por causa do IRS e emprego.

OE2020: António Costa diz que receita ficou acima do esperado

OE2020: António Costa diz que receita ficou acima do esperado

O primeiro-ministro recusa que o Governo tenha recorrido a poupanças na despesa ao longo de 2020, em conjuntura de crise sanitária, contrapondo que a receita ficou acima do estimado por causa do IRS e emprego.

O primeiro-ministro recusa que o Governo tenha recorrido a poupanças na despesa ao longo de 2020, em conjuntura de crise sanitária, contrapondo que a receita ficou acima do estimado por causa do IRS e emprego.

Esta posição foi transmitida por António Costa em conferência de imprensa, no final do Conselho de Ministros, depois de confrontado com críticas do PSD e do Bloco de Esquerda em relação à execução da despesa no ano passado.

Na resposta, o líder do executivo começou por referir que “Portugal saiu de 2019 com um excedente orçamental e fechou 2020 com um dos maiores défices de sempre”.

“Portanto, houve tudo menos poupança. Se o défice ficou abaixo do previsto – e ainda bem -, não foi por haver poupança na despesa, mas devido ao aumento da receita expectável”, sustentou o primeiro-ministro.

De acordo com António Costa, o aumento da receita de IRS em relação ao nível inicialmente estimado “resultou de dois fatores positivos” que se verificaram em 2020.

“Apesar da crise, a receita de IRS continuou a aumentar em consequência de uma melhoria global dos rendimentos dos portugueses. Por outro lado, os níveis de desemprego não foram tão acentuados quanto aquilo que tinha sido previsto e, nessa medida, o montante das contribuições para a Segurança Social superou claramente as nossas expectativas”, justificou.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS