Mulher morta pelo marido em Vieira do Minho. Assassino justifica-se nas redes sociais após crime

Uma mulher foi morta pelo marido em Vieira do Minho, distrito de Braga, com o suspeito a entregar-se às autoridades, disse à Lusa fonte da GNR.

Mulher morta pelo marido em Vieira do Minho. Assassino justifica-se nas redes sociais após crime

Uma mulher foi morta pelo marido em Vieira do Minho, distrito de Braga, com o suspeito a entregar-se às autoridades, disse à Lusa fonte da GNR.

Ana Paula Fidalgo, uma mulher de 39 anos, foi estrangulada até à morte pelo marido, António Fidalgo, de 44, na noite desta quarta-feira, dia 6 de março, em Vieira do Minho, distrito de Braga. O crime ocorreu na parte de cima do restaurante O Refúgio do Gerês, estabelecimento que o casal explorava há alguns meses depois de ter regressado de Inglaterra, onde esteve emigrado durante uns anos. O suspeito acabou por entregar-se às autoridades, disse fonte da GNR. “Tratou-se de um homicídio de uma mulher num quadro de violência doméstica. O marido entregou-se às autoridades e está detido”, disse fonte da GNR.

Após o homicídio, o assassino partilhou ainda nas redes sociais um comentário sobre o crime através do Facebook que tinha em conjunto com a vítima: «Um casamento a três não funciona foi feito um pedido para além [alguém]  se afastar não o fez dei [deu] nisto», pode ler-se no post. Nesta mensagem, António tenta justificar o crime dando a entender que a mulher teria uma relação extraconjugal.

 

Segundo a mesma fonte, a GNR não tem nos seus registos qualquer histórico de violência em relação ao casal em causa.”A Polícia Judiciária foi chamada ao local e está a investigar a ocorrência”, acrescentou a fonte da GNR.

LEIA MAIS

Previsão do tempo para sexta-feira, 8 de março

ALERTA | Dez distritos do continente sob aviso amarelo hoje

Criança de dois anos quase morre com pipoca alojada no pulmão

Paula Amorim, a mulher mais rica de Portugal, numa rara saída com a filha

 

Impala Instagram


RELACIONADOS