Mulher agredida durante 12 anos pelo companheiro e impedida de sair à rua

O alcoolismo do agressor fazia escalar rapidamente as ameaças e maus-tratos sendo que, no último episódio, por exemplo, a vítima de 47 anos foi violentamente atacada por, simplesmente, ter perdido um boletim de “raspadinha”.

Mulher agredida durante 12 anos pelo companheiro e impedida de sair à rua

Mulher agredida durante 12 anos pelo companheiro e impedida de sair à rua

O alcoolismo do agressor fazia escalar rapidamente as ameaças e maus-tratos sendo que, no último episódio, por exemplo, a vítima de 47 anos foi violentamente atacada por, simplesmente, ter perdido um boletim de “raspadinha”.

Uma mulher foi agredida ao longo dos últimos 12 anos pelo companheiro de 47 anos e, após ser agredida, o agressor obrigava-a a ficar em casa até as mazelas passarem. Era ameaçada de morte e impedida de procurar ajuda médica, bem como a pedir auxílio ao vizinhos.

O alcoolismo do agressor fazia escalar rapidamente as ameaças e maus-tratos sendo que, no último episódio, por exemplo, a vítima de 47 anos foi violentamente atacada por, simplesmente, ter perdido um boletim de “raspadinha”.

O agressor chegou a ser acusado de violência doméstica pelo Ministério Público, em 2019, mas beneficiou da suspensão provisória do processo e voltou a casa. Continuou com as agressões e foi detido esta quarta-feira em Baião, pela GNR. Foram os vizinhos que ouviram os gritos e denunciaram o caso. As agressões eram perpetuadas a murro e pontapé mas também com quaisquer objectos que estivessem à mão.

 

O homem foi interrogado no Tribunal de Penafiel e libertado e tem de usar uma pulseira eletrónica.

LEIA MAIS Covid-19: António Costa elogia setores privados no combate à epidemia

Impala Instagram


RELACIONADOS