Menos de metade dos portugueses consideraram-se saudáveis em 2017

Menos de metade dos portugueses (48,9%) consideravam, em 2017, estar de boa ou muito boa saúde, a terceira menor taxa da União Europeia, onde sete em cada dez (69,7%) inquiridos se disseram saudáveis, segundo o Eurostat.

Menos de metade dos portugueses consideraram-se saudáveis em 2017

Menos de metade dos portugueses consideraram-se saudáveis em 2017

Menos de metade dos portugueses (48,9%) consideravam, em 2017, estar de boa ou muito boa saúde, a terceira menor taxa da União Europeia, onde sete em cada dez (69,7%) inquiridos se disseram saudáveis, segundo o Eurostat.

Menos de metade dos portugueses (48,9%) consideravam, em 2017, estar de boa ou muito boa saúde, a terceira menor taxa da União Europeia, onde sete em cada dez (69,7%) inquiridos se disseram saudáveis, segundo o Eurostat.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, a Letónia (44,2%) apresentou a menor taxa de pessoas com mais de 16 anos que disseram sentir-se de muito boa ou boa saúde, seguindo-se a Lituânia (43,9%) e Portugal (48,9%).

No extremo oposto, a Irlanda (83,3%), Chipre (78,1%) e Itália (77,0%) apresentaram as maiores taxas de cidadãos que consideram estar de muito boa ou boa saúde.

Em Portugal, foram mais os homens (54,0%) do que as mulheres (44,4%) com mais de 16 anos que disseram ser saudáveis.

No conjunto da UE, dos inquiridos que consideraram estar de muito boa ou boa saúde, 72,3% foram homens e 67,3% mulheres.

 

 

LEIA MAIS

9 dicas para perder peso sem fazer loucuras ou dietas radicais

Impala Instagram


RELACIONADOS