Lamego. Ana Melo tinha botão de pânico e o agressor pulseira, mas morreu com 8 tiros

As medidas da justiça foram insuficientes para evitar a morte de Ana, assassinada com oito tiros.

Lamego. Ana Melo tinha botão de pânico e o agressor pulseira, mas morreu com 8 tiros

Lamego. Ana Melo tinha botão de pânico e o agressor pulseira, mas morreu com 8 tiros

As medidas da justiça foram insuficientes para evitar a morte de Ana, assassinada com oito tiros.

Ana Maria Melo, de 56 anos, foi assassinada na manhã desta sexta-feira pelo ex-companheiro em Lalim, Lamego.

Estava a caminho de uma fábrica de fumeiro, onde trabalhava, quando foi assassinada pelo ex, Henrique Carvalho. Seguia acompanhada por uma amiga, de 36 anos, que sofreu ferimentos numa perna. A amiga ainda conseguiu gritar por ajuda e quando populares as acudiram, Henrique já tinha fugido e Ana já estava morta.

A mulher tinha sido já vítima de violência doméstica e tinha um dispositivo de localização.A vítima e o agressor tinham dois filhos, já adultos.

O homem de 63 anos era controlado por pulseira eletrónica e até já tinha sido condenado a oito meses de prisão, pena suspensa, pelo crime de violência doméstica

As medidas da justiça foram insuficientes para evitar a morte de Ana, assassinada com oito tiros.

O homem encontra-se a monte.

LEIA MAIS Regresso às aulas: intervalos de 5 min, alunos limpam as salas e aulas das 8h às 19h

 

Impala Instagram


RELACIONADOS