E-REDES reporta “algumas centenas” de falhas de energia, mas considera situação “normal”

A E-REDES reportou hoje “algumas centenas de casos” de falhas de iluminação a norte e a sul do país, devido ao mau tempo, mas salienta tratar-se de um “número residual” numa rede de seis milhões de clientes.

E-REDES reporta

E-REDES reporta “algumas centenas” de falhas de energia, mas considera situação “normal”

A E-REDES reportou hoje “algumas centenas de casos” de falhas de iluminação a norte e a sul do país, devido ao mau tempo, mas salienta tratar-se de um “número residual” numa rede de seis milhões de clientes.

“Sublinhamos que, no momento, a situação vivida é tida como normal, com o registo de algumas centenas de casos de falhas de iluminação a norte e a sul do país, o que, numa rede de seis milhões [de clientes], é um número residual”, avançou à agência Lusa fonte oficial da empresa de distribuição de eletricidade. Segundo a E-REDES, as equipas da empresa “encontram-se no terreno a atuar nestas zonas, estando as restantes mobilizadas para entrar em ação com a máxima celeridade, caso assim seja necessário”.

Lisboa. Proteção Civil deixa apelo: “Fiquem em casa”
O mau tempo que se tem feito sentir, e que continuará em destaque ao longo das próximas horas, leva a Proteção Civil a deixar um apelo aqueles que vivem na Grande Lisboa (… continue a ler aqui)

“A E-REDES tem em curso o Plano Operacional de Operação em Crise, um instrumento que nos permite estar preparados para atuar e dar resposta a situações de anomalia da rede que possam verificar-se”, referiu. A proteção civil nacional apelou hoje aos cidadãos para restringirem ao máximo as deslocações por causa do mau tempo, que provocou na noite de hoje 275 ocorrências nos distritos de Lisboa e Setúbal e deverá manter-se até quarta-feira.

Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) alerta para os fortes condicionamentos de trânsito nos acessos a Lisboa

Num ponto de situação feito pelas 07:00, o comandante André Fernandes, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), alertou para os fortes condicionamentos de trânsito nos acessos a Lisboa, com inundações e lençóis de água que já obrigaram ao corte de dezenas de vias. André Fernandes reconheceu que “não vai ser fácil” normalizar a situação, porque apesar de durante a manhã ser expectável uma redução na precipitação, depois voltará a intensificar-se, com picos de chuva forte.

Impala Instagram


RELACIONADOS