Covid-19: Setor turístico da Madeira “está a recuperar bem”

O presidente do Governo da Madeira afirmou hoje que o principal setor económico regional, o turismo, “está a recuperar bem” da crise provocada pela pandemia de covid-19, com 90% dos hotéis em funcionamento e “bons índices de ocupação”.

Covid-19: Setor turístico da Madeira

Covid-19: Setor turístico da Madeira “está a recuperar bem”

O presidente do Governo da Madeira afirmou hoje que o principal setor económico regional, o turismo, “está a recuperar bem” da crise provocada pela pandemia de covid-19, com 90% dos hotéis em funcionamento e “bons índices de ocupação”.

O presidente do Governo da Madeira afirmou hoje que o principal setor económico regional, o turismo, “está a recuperar bem” da crise provocada pela pandemia de covid-19, com 90% dos hotéis em funcionamento e “bons índices de ocupação”.

“Tivemos um setor muito afetado, o turismo. O efeito da crise foi assimétrico, mas o setor está a recuperar bem e todas as atividades anexas”, disse Miguel Albuquerque aos jornalistas, à margem de uma visita às obras efetuadas na cobertura do polidesportivo da Escola Básica do 1.º ciclo do Caniço, na freguesia do Caniço, num investimento na ordem dos 500 mil euros.

O chefe do executivo madeirense, de coligação PSD/CDS-PP, acrescentou que, neste momento, a região tem “cerca de 90% dos hotéis já em funcionamento” e os que ainda estão encerrados é devido a obras de recuperação que estão a ser concluídas. Mas assegurou que “os índices de ocupação são muito bons” no setor hoteleiro da região.

“Este mês de setembro está a ser um ótimo mês. Já agosto e julho”, argumentou, mencionando que o feriado do 05 de outubro provocou “grandes índices de ocupação” nas ilhas do Porto Santo e da Madeira.

Miguel Albuquerque adiantou que o Governo Regional vai analisar a situação do setor do turismo em outubro e novembro, considerando que “a recuperação está a decorrer”. Questionado sobre a possibilidade de aligeirar as medidas restritivas em vigor na Madeira, o governante insistiu que a situação vai ser avaliada depois da Festa da Flor, cujo programa decorre de 01 a 24 de outubro, em simultâneo com a Festa do Vinho.

Albuquerque reafirmou que este cartaz “vai ser um ensaio”, informando que as autoridades vão “analisar os efeitos da Festa da Flor em termos de concentração de pessoas”, sobretudo depois do primeiro fim de semana, com a realização do cortejo alegórico que “vai juntar muita gente”.

“E precisamos de alguns dias para fazer a apreciação do que se vai passar e depois disso então tomaremos as medidas”, enfatizou.

O líder do executivo referiu que a região, “neste momento, não está em condições para tomar medidas de improviso” e realçou que as autoridades sempre atuaram “com ponderação, bom senso e com dados concretos”. “Neste momento temos uma contenção da pandemia”, destacou.

Miguel Albuquerque salientou que a região está “a fazer um esforço de testagem maciça no início das aulas”, informando que foram “detetados alguns casos nos jovens”, embora “não sejam muitos”.

O governante reforçou que a pandemia ainda “não acabou”. De acordo com os dados divulgados na quinta-feira pela Direção Regional de Saúde, a Madeira reportou 14 novos casos de covid-19 e mais 16 doentes recuperados, registando atualmente 81 situações ativas e cinco pessoas hospitalizadas.

A covid-19 provocou pelo menos 4.715.909 mortes em todo o mundo, entre mais de 230 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse. Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.938 pessoas e foram contabilizados 1.064.876 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde. A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em vários países.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS