Covid-19: OMS admite dificuldade em encontrar origem do vírus

O enviado especial da OMS para a covid-19, David Nabarro, admite ser “manifestamente difícil” encontrar a origem do vírus que causou a pandemia.

Covid-19: OMS admite dificuldade em encontrar origem do vírus

Covid-19: OMS admite dificuldade em encontrar origem do vírus

O enviado especial da OMS para a covid-19, David Nabarro, admite ser “manifestamente difícil” encontrar a origem do vírus que causou a pandemia.

O enviado especial ao Organização Mundial da Saúde (OMS) para a covid-19, David Nabarro, admitiu hoje que é “manifestamente difícil” encontrar a origem do vírus que causou a pandemia, mas que se trabalha com várias hipóteses.

“Encontrar a origem de um vírus, quando se tenta explicar de onde vem uma doença, é manifestamente difícil”, disse Nabarro hoje à BBC Radio 4. “Não sabemos a origem precisa do VIH (o vírus que provoca a Sida), não sabemos a origem precisa do Ébola e vai demorar muito para descobrir a origem precisa da covid-19”, acrescentou o especialista, antes de a OMS publicar oficialmente o seu relatório sobre a pandemia.

Relatório da missão que investigou origem da covid-19 na China deverá ser hoje publicado

Nabarro disse que a organização trabalha com várias hipóteses, mas que esse trabalho leva tempo. “Todas as hipóteses ainda estão sobre a mesa”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, na segunda-feira. Espera-se que o relatório da missão que investigou a origem da covid-19 na China seja hoje publicado.

Segundo os meios de comunicação que tiveram acesso a uma minuta do relatório, este defende que a teoria mais provável da origem da pandemia tenha sido a transmissão do novo coronavírus de morcegos para humanos por meio de outro animal, enquanto a hipótese de fuga do vírus de um laboratório é “extremamente improvável”.

LEIA AGORA
Covid-19: Polícias sentem-se «exaustos» com tantas fiscalizações
Covid-19: Polícias sentem-se «exaustos» com tantas fiscalizações
A Associação Sindical dos Profissionais da Polícia alertou para a situação dos polícias que fiscalizam as regras do estado de emergência, que se sentem “exaustos” e “maltratados”. (… continue a ler aqui)

Impala Instagram


RELACIONADOS