Covid-19: Maioria dos brasileiros diz concordar com protocolos de segurança na pandemia

A grande maioria dos brasileiros (83%) concorda que respeitar os protocolos de segurança sanitária para a contenção da pandemia de covid-19 é um dever, segundo uma sondagem do Ibope publicada hoje pelo jornal O Globo.

Covid-19: Maioria dos brasileiros diz concordar com protocolos de segurança na pandemia

Covid-19: Maioria dos brasileiros diz concordar com protocolos de segurança na pandemia

A grande maioria dos brasileiros (83%) concorda que respeitar os protocolos de segurança sanitária para a contenção da pandemia de covid-19 é um dever, segundo uma sondagem do Ibope publicada hoje pelo jornal O Globo.

A grande maioria dos brasileiros (83%) concorda que respeitar os protocolos de segurança sanitária para a contenção da pandemia de covid-19 é um dever, segundo uma sondagem do Ibope publicada hoje pelo jornal O Globo.

Desse total, 72% disseram que concordam totalmente com a afirmação de que “as pessoas têm o dever de respeitar os protocolos de segurança, como o uso de máscaras em locais públicos” e 11% concordam parcialmente.

Outros 10% disseram que nem discordam nem concordam da mesma afirmação, 2% discordam parcialmente, 2% discordam totalmente, enquanto 3% não souberam responder.

As opiniões declaradas, porém, contrastam com o cenário visto neste final de semana, prolongado pelo feriado de independência do Brasil na segunda-feira, 07 de setembro, quando milhares de pessoas foram fotografadas em praias e bares lotados, que registaram também muitas pessoas sem máscara.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de mortos (mais de 4,1 milhões de casos e 126.960 óbitos), depois dos Estados Unidos.

Na última segunda-feira, o país foi superado pela Índia no que se refere ao número de infeções.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 893.524 mortos e infetou mais de 27,3 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS