Covid-19: Estabelecimentos encerram às 01:00 a partir de sexta-feira na Madeira

O horário de encerramento dos estabelecimentos na Madeira vai ser alargado para as 01:00 a partir de sexta-feira, indicou hoje o presidente do Governo Regional, referindo que o recolher obrigatório fica entre as 02:00 e as 05:00.

Covid-19: Estabelecimentos encerram às 01:00 a partir de sexta-feira na Madeira

Covid-19: Estabelecimentos encerram às 01:00 a partir de sexta-feira na Madeira

O horário de encerramento dos estabelecimentos na Madeira vai ser alargado para as 01:00 a partir de sexta-feira, indicou hoje o presidente do Governo Regional, referindo que o recolher obrigatório fica entre as 02:00 e as 05:00.

“Na próxima quinta-feira, nós [Conselho do Governo] vamos renovar a situação de calamidade na Madeira e vamos alargar apenas os horários dos estabelecimentos, que passam a encerrar às 01:00 e o recolher obrigatório às 02:00”, disse Miguel Albuquerque.

Atualmente, os estabelecimentos comerciais encerram às 00:00 em todo o território da região autónoma e o recolher obrigatório vigora entre as 01:00 e as 05:00.

O chefe do executivo madeirense (PSD/CDS-PP) falava à margem duma visita à sede da Associação Santana Cidade Solidária, na cidade nortenha de Santana, onde foram efetuadas obras beneficiação e reabilitação no valor 202 mil euros, da responsabilidade da Secretaria Regional dos Equipamentos e Infraestruturas.

“Vamos manter um conjunto de requisitos — o uso de máscara, o distanciamento social –, porque estão a correr bem, não vale a pena alterá-los, e vamos fazer um grande esforço no sentido de vacinarmos o que resta da população jovem”, sublinhou.

Miguel Albuquerque indicou que o executivo pretende decretar “medidas mais efetivas” de desconfinamento a partir de outubro, estando agora focado na vacinação da população, com o objetivo de abranger 85% no fim de setembro.

A Madeira atingiu na segunda-feira a marca dos 70% de residentes — 175 mil — com esquema vacinal completo contra a covid-15, mas as autoridades regionais pretendem agora inocular 85% dos 251 mil habitantes, para garantir a imunidade de grupo.

“Vai ser um esforço muito grande, vamos fazê-lo e, a partir desse momento, temos garantias que podemos alargar algumas das medidas de prevenção que estão em vigor”, disse.

Miguel Albuquerque indicou, também, que será efetuada uma “testagem massiva” dos professores, alunos e funcionários das escolas, com vista a iniciar o novo ano letivo “com toda a segurança”.

De acordo com os dados mais recentes da Direção Regional de Saúde, o arquipélago da Madeira regista 364 casos ativos de covid-19, num total de 11.074 confirmados desde o início da pandemia e 75 mortos associados à doença.

A covid-19 provocou pelo menos 4.439.888 mortes em todo o mundo, entre mais de 212,4 milhões de infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 17.658 pessoas e foram contabilizados 1.022.807 casos de infeção confirmados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença respiratória é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China, e atualmente com variantes identificadas em países como o Reino Unido, Índia, África do Sul, Brasil ou Peru.

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS