André Ventura quer criar novo partido político para proibir casamento gay e castrar pedófilos

André Ventura confirmou que vai renunciar ao mandato de vereador na Câmara de Loures para criar um novo partido político, que se irá chamar «Chega»

André Ventura, atual vereador da câmara de Loures, revelou à TSF que se sente «apunhalado» pelo PSD e que, até ao final do mês do de outubro, irá deixar a liderança do município para criar um novo partido político.

LEIA MAIS: André Ventura com «vergonha de um primeiro-ministro que quer ser o padroeiro dos ciganos»

De acordo com o político, a iniciativa irá ser oficializada através de um comunicado, ainda durante a tarde desta terça-feira. «Chega» é o nome previsto para a nova facção política, avançou o jornal i. O nome é inspirado no movimento de recolha de assinaturas para o congresso extraordinário do PSD, que teve como objectivo destituir o atual líder do partido Rui Rio.

Da prisão perpétua à proibição do casamento gay

«Chega» pretende ser um movimento partidário alternativo ao social-democrata. As principais orientações políticas já delineadas para o partido são «evitar uma nova maioria de esquerda» nas próximas eleições legislativas, propor «prisão perpétua para homicidas e violadores», «castração química para pedófilos», «proibição constitucional da eutanásia» e «proibição do casamento homossexual», garantem fontes próximas de André Ventura.

A diminuição do número de deputados na Assembleia da República de 230 para 100 e uma reforma no sistema fiscal também são ideias a dar forma na agenda política do «Chega».

A recolha de assinaturas para constituir o partido deverá começar já neste mês de outubro.

VEJA AINDA: Do porno à política: Alexandre Frota eleito deputado no Brasil

 

Siga a Impala no Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS

André Ventura quer criar novo partido político para proibir casamento gay e castrar pedófilos

André Ventura confirmou que vai renunciar ao mandato de vereador na Câmara de Loures para criar um novo partido político, que se irá chamar «Chega»