Futebolista entrou em campo mesmo sabendo que o pai tinha sido raptado

Obi Mikel, jogador da Seleção da Nigéria, soube quatro horas antes do jogo contra a Argentina que o seu pai tinha sido raptado.

Futebolista entrou em campo mesmo sabendo que o pai tinha sido raptado

Futebolista entrou em campo mesmo sabendo que o pai tinha sido raptado

Obi Mikel, jogador da Seleção da Nigéria, soube quatro horas antes do jogo contra a Argentina que o seu pai tinha sido raptado.

O capitão da seleção nigeriana neste Mundial de futebol, Obi Mikel, jogou o último jogo da fase de grupos diante da Argentina horas depois de saber que o seu pai foi raptado. A Nigéria acabou por perder esse jogo por 2-1. Além disso, os criminosos ameaçaram em alvejá-lo se as autoridades tivessem conhecimento. Assim, o jogador manteve o silêncio por muitas horas.

“Disseram-me que matariam o meu pai mal caso eu denunciasse a situação às autoridades ou contasse a alguém. Não quis comentar com o selecionador, porque não queria que a situação se tornasse uma distração para ele ou para a equipa num dia de jogo tão importante. Por mais que desejasse falar-lhe disso, não podia”, revelou Obi Mikel.

LEIA MAIS: Mundial2018: Não é de pasmar que este novo equipamento tenha esgotado em dois minutos

“Tive de superar o trauma. Atendi uma chamada a quatro horas do jogo a dizer-me o que tinha acontecido. Estava emocionalmente afetado e tive de tomar a decisão em relação a estar ou não pronto mentalmente para jogar. Estava confuso. Não sabia bem o que fazer, mas no final de contas sabia que não podia dececionar 180 milhões de nigerianos”, contou o jogador.

Em declarações à ESPN, Obi Mikel diz que recebeu uma chamada dos raptores quatro horas antes do jogo em São Petersburgo, na Rússia e exigiam 10 milhões de nairas (cerca de 24 mil euros) para libertar o pai, Pa Michael Obi. O homem foi apanhado quando ia para um funeral no sudeste da Nigéria, na passada terça-feira, dia 26 de junho. Ele e o seu motorista foram resgatados pela polícia depois um tiroteio esta segunda-feira, dia 2 de julho. O sequestro durou quase uma semana.

“Felizmente o meu pai foi libertado na tarde de segunda-feira. Agradeço à polícia pelos esforços feitos no seu resgate e pelo apoio que recebi de amigos e familiares. Infelizmente o meu pai está agora no hospital, a receber tratamento, em face da tortura de que foi alvo”, disse o jogador Obi Mikel, na rede social Instagram, que é atualmente jogador do Tianjin Teda, na China.

LEIA MAIS: Cristiano Ronaldo vai deixar Espanha e Georgina terá de se mudar para outro país

Impala Instagram


RELACIONADOS