Afinal, Meghan e Harry nunca vão perder os títulos reais

O príncipe Harry e Meghan Markle abandonaram os deveres reais, mas há uma razão muito forte pela qual os duques de Sussex nunca vão poder perder os títulos reais

Afinal, Meghan e Harry nunca vão perder os títulos reais

Afinal, Meghan e Harry nunca vão perder os títulos reais

O príncipe Harry e Meghan Markle abandonaram os deveres reais, mas há uma razão muito forte pela qual os duques de Sussex nunca vão poder perder os títulos reais

O príncipe Harry e Meghan Markle chocaram o mundo quando anunciaram, no início do ano, que estavam de “saída” da Casa Real, e apesar de vários fãs da realeza terem pedido para que o casal real perdesse o título de Duques de Sussex, a rainha Isabel II não o fez, e nunca o vai fazer.

Segundo o biógrafo real Sean Smith, Harry nunca poderá perder o título de príncipe, nem mesmo o de duque de Sussex, porque “quando o príncipe Carlos for rei, ele será o filho do rei.”

Numa entrevista ao jornal Express, Sean Smith revela ainda que Meghan e Harry vão continuar a comparecer nas cerimónias mais importantes da Casa Real britânica.

Meghan e Harry mentiram sobre o nascimento de Archie

Meghan e Harry sempre tentaram manter ao máximo a privacidade e no que diz respeito ao filho Archie os cuidados para que a imagem do bebé fosse preservada foi levada ao limite, ao ponto de mentirem sobre o nascimento do bisneto da rainha Isabel II.

Segundo o biógrafo Robert Lacey, autor da obra “Batalha de irmãos: William e Harry”, os duques de Sussex anunciaram que Archie Harrison nasceu às 14h00 do dia 5 de maio de 2019, mas a verdade é que o bebé real nasceu às 5h26 do mesmo dia.

A ideia de só emitir o comunicado oficial várias horas mais tarde foi do casal e teve como intuito prolongar o tempo em privado que tinham com o então recém-nascido.

No comunicado emitido na altura pelos duques de Sussex, foi dado a entender que Meghan Markle tinha entrado em trabalho de parto, mas a verdade é que Archie já tinha nascido há quase 10 horas.

Esta atitude de Meghan e Harry deixou o príncipe William furioso e, tal como revela o mesmo autor, este só foi ver o sobrinho uma semana depois do nascimento, como forma de mostrar o seu descontentamento perante o facto dos Sussex não terem respeitado as tradições reais.

Robert Lacey refere ainda que Harry justificou esta decisão tendo por base a experiência da mãe, a princesa Diana, que não teve qualquer tipo de privacidade com os filhos quando estes nasceram.

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Reuters

 

Impala Instagram


RELACIONADOS