A foto polémica de Juan Carlos com o filho de Corinna que está a tornar-se viral

Alguma vez pensou ver o rei emérito de Espanha de boné para trás a fazer churrasco? Corinna Larsen divulgou uma imagem de Juan Carlos que está a dar muito que falar

A foto polémica de Juan Carlos com o filho de Corinna que está a tornar-se viral

A foto polémica de Juan Carlos com o filho de Corinna que está a tornar-se viral

Alguma vez pensou ver o rei emérito de Espanha de boné para trás a fazer churrasco? Corinna Larsen divulgou uma imagem de Juan Carlos que está a dar muito que falar

Depois de Corinna Larsen ter feito revelações polémicas e exclusivas sobre o envolvimento com Juan Carlos nas entrevistas que deu à Paris Match e à BBC, a nova polémica que envolve o rei emérito de Espanha envolve uma fotografia que está a dar muito que falar.

A imagem, divulgada pela revista francesa Paris Match, tirada em La Angorrilla, uma casa perto do Palácio da Zarzuela, mostra um churrasco familiar onde é possível ver o antigo rei de Espanha ao lado de Alexander Kyril, o filho de Corinna Larsen, que nasceu em 2002 e que chamava «pai» a Juan Carlos, tal como já foi referido pela imprensa espanhola.

Nesta imagem, Juan Carlos aparece com um ar muito descontraído, muito longe da figura de um monarca. O rei emérito de Espanha aparece a «tomar conta» do churrasco, de boné com a pala para trás, de calções de fato de banho amarelos flourescentes e com uma camisa de manga curta às riscas azuis e brancas.

Tal como aconteceu depois das polémicas entrevistas, esta imagem está a ter um forte impacto na imprensa espanhola, mas também a nível internacional. A mesma já foi abordada no jornal francês Le Point, no alemão Der Spiegel e na revista britânica Closer.

Também nas redes sociais, foram vários os internautas que partilharam a imagem e teceram alguns comentários bem caricatos sobre a mesma.

Escândalos afastam Juan Carlos da Casa Real

O rei emérito de Espanha tem estado no epicentro do sismo que se faz sentir na Casa Real espanhola. Os escândalos financeiros e amorosos que envolvem Juan Carlos começaram a «assombrar» a Casa Real em 2010. Nesse mesmo ano, Juan Carlos partiu a anca durante uma caçada no Botswana, quando estava acompanhado por Corinna Larsen. Este foi o acontecimento que desencadeou todas as outras polémicas que o envolvem e o rei emérito começou, aos poucos, a perder o respeito dos súbditos.

Dois anos depois da queda, Juan Carlos decide abdicar da Coroa – no dia 2 de junho de 2014 – e passa toda a responsabilidade para o filho Felipe VI, assumindo assim o papel de rei emérito. Mais tarde, em 2018, a operação Babel, que investigava a corrupção política em Espanha e que decorria desde 2010, «atira» Iñaki Urgandarin, o genro de Juan Carlos, para a prisão.

No mesmo ano, alguns aúdios do comissário Villarejo a conversar com Corinna Larsen vieram a público e a imagem do rei emérito ficou manchada quando este foi acusado de pagar comissões ilegais na adjudicação das obras de ligação do comboio de alta velocidade entre Meca e Medina, na Arábia Saudita. Em causa estão vários milhões de euros que foram transferidos para uma conta de Corinna na Suiça. Na conversa, dá para perceber que Corinna serviu como «testa-de-ferro» de Juan Carlos para fazer chegar ao destinatário as comissões ilegais.
Juan Carlos continua a ser investigado pelos tribunais espanhóis e suiços.

Texto: Mafalda Mourão; Fotos: Reuters e D.R.

 

Impala Instagram


RELACIONADOS