Sónia Araújo não esconde insatisfação com Goucha

Manuel Luís Goucha entrevistou Sónia Araújo, no programa “Conta-me”, da TVI, e ambos colocaram os pontos nos is relativamente à alegada zanga que mantinham desde há 20 anos.

Sónia Araújo não esconde insatisfação com Goucha

Sónia Araújo não esconde insatisfação com Goucha

Manuel Luís Goucha entrevistou Sónia Araújo, no programa “Conta-me”, da TVI, e ambos colocaram os pontos nos is relativamente à alegada zanga que mantinham desde há 20 anos.

Manuel Luís Goucha e Sónia Araújo sentaram-se frente a frente e, 20 anos depois de o apresentador ter abandonado a RTP e a ainda anfitriã das manhãs do canal estatal, coloca os pontos nos is. Afinal, o veterano e a estrela de “Praça da Alegria” dava-se mal quando fizeram parelha? Ficou Sónia Araújo chateada com Goucha quando este se mudou para a TVI?

As respostas chegaram logo no início da entrevista que o primeiro fez à segunda e que foi transmitida este sábado, 3 de abril, no espaço “Conta-me”, da estação de Queluz de Baixo. “Ficaste muito zangada quando eu te deixei há 20 anos?”, perguntou Goucha. “Não, não fiquei nada zangada. Acredito que tenha sido uma decisão muito solitária para ti”, começou por responder Sónia Araújo.

“Mas também te vou dizer que, na altura, nós trabalhávamos há já sete anos e eu fiquei surpreendida por não me teres dito nada. Achei: ‘Caramba, ele podia ter-me dito”, confessou a apresentadora. “Acredito que fizeste o que achavas que era melhor para ti, mas só me surpreendeu eu ter ficado a saber por outras pessoas e não por ti”, revelou.

Goucha deixou Sónia sozinha: “Não foi fácil”

Sónia Araújo soube, no dia em que veio de férias, que Manuel Luís Goucha ia abandonar a RTP1 e a “Praça da Alegriau”. Era uma segunda-feira. Apresentou uma última emissão ao lado do colega e, só quando esta acabou, tomou conhecimento que ele ia assinar, nesse mesmo dia, contrato com a TVI. O veterano já não voltaria ao programa. “Tive de ser eu a dar a notícia aos telespectadores sozinha, o que também não foi fácil”, confessou.

“Eu apresentava pequenas reportagens e nesse dia recebi um telefonema do nosso diretor [Castro Ribeiro] a dizer que tu ias sair e que precisavam de mim no dia seguinte para apresentar o programa sozinha”, recorda Sónia Araújo. “O teu futuro começou naquele dia”, respondeu Goucha, voltando a frisar: “E nunca nos zangámos”. “Claro que não”, reforçou Sónia.

“A Praça da Alegria continua a ser um programa excelente”
Duas décadas depois, Sónia Araújo continua à frente de “Praça da Alegria”, ao lado de Jorge Gabriel. “Não sinto a passagem destes 20 anos. Não sinto esse peso”, ri-se a anfitriã das manhãs da RTP1, agora com 50 anos.

A apresentadora acredita que uma das receitas para a felicidade profissional é o facto de a RTP lhe ter dado “a oportunidade de abraçar outros projetos”, enumerando “Danças do Mundo”, “A Verdade do Vinho” e “Cosido à Mão”. O programa das manhãs da RTP1 são, ainda assim, “um porto seguro”, refere. “Continua a ser um programa excelente”, diz Manuel Luís Goucha.

Texto: Ana Filipe Silveira; Fotos: Reprodução Instagram

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS