Patrícia Cipriano mostra-se completamente careca: “Sem peruca”

Patrícia Cipriano, comentadora da crónica criminal do Dois às 10, da TVI, está a lutar contra um cancro na mama. A advogada mostrou-se agora de cabelo rapado.

Patrícia Cipriano mostra-se completamente careca: “Sem peruca”

Patrícia Cipriano, comentadora da crónica criminal do Dois às 10, da TVI, está a lutar contra um cancro na mama. A advogada mostrou-se agora de cabelo rapado.

Patrícia Cipriano, comentadora da crónica criminal do programa Dois às 10, da TVI, está a lutar contra um cancro da mama. Esta quinta-feira, 9 de abril, recorreu às redes sociais para partilhar uma fotografia especial. No Instagram, a advogada surge de cabelo rapado: “Sem peruca, sem lenços”. Acrescenta ainda “Assim sou eu. Sem vergonha ou preconceito”.

Quando esteve no matutino da TVI, no passado dia 15 de abril, Patrícia Cipriano conversou com Maria Botelho Moniz sobre a doença. “É um diagnóstico de um cancro da mama invasivo, que está no estádio dois. Ainda não metastizou, o que é importante. Estou a fazer quimioterapia da mais violenta, digamos assim, mas que será aquela que muito provavelmente me salvará a vida. Este diagnóstico caiu na minha vida como uma bomba, completamente inesperado”, começa por contar.

Sentia um nódulo na mama esquerda

Patrícia Cipriano explica, de seguida, como descobriu que estava doente. “Eu sentia um nódulo na mama esquerda, que vinha crescendo com alguma força a partir de outubro e 2021. Pensei que fosse algo que tivesse a ver com o meu stress, porque não me doía. Ia sentindo, ele estava a crescer muito depressa. Nessa altura tinha terminado uma campanha eleitoral e não liguei. Quando me começou a doer foi no final de janeiro [deste ano]. Marquei uma consulta para a medicina interna. Fui imediatamente fazer uma ecografia mamária e a radiologista disse-me que havia uma diferença de volume entre uma mama e outra e que não era coisa boa certamente, que tinha que ir imediatamente fazer uma biópsia.”

“Eu tenho uma vida muito corrida, faço muitas coisas além de vir aqui. Sou empreendedora, tenho imensas ideias, gosto de concorrer a projetos, sou advogada, é a minha profissão, tenho responsabilidades sociais como presidente da associação e que sou solidária. Com a política acabei por me desleixar, por muita ignorância que isto possa parecer da minha parte, eu pensei que fosse da pílula. Nem sequer pensei em cancro”, acrescenta. Continue a ler aqui.

Texto: Maria Constança Castanheira com Joana Dantes Rebelo;
Fotos: Redes Sociais

Impala Instagram


RELACIONADOS