Dono da TVI quer criar cidade com 48 mil metros quadrados

Mário Ferreira vai criar uma “media city” com aproximadamente 48 mil metros quadrados. O edifício onde funciona atualmente a informação da TVI e da CNN Portugal serão encerrados. Saiba todos os pormenores.

Dono da TVI quer criar cidade com 48 mil metros quadrados

Mário Ferreira vai criar uma “media city” com aproximadamente 48 mil metros quadrados. O edifício onde funciona atualmente a informação da TVI e da CNN Portugal serão encerrados. Saiba todos os pormenores.

Mário Ferreira, presidente do Conselho de Administração da Media Capital – que detém a TVI, a CNN Portugal e a Plural Entertainment Portugal – vai criar a sua “media city”. A revelação foi feita num encontro com jornalistas a propósito do lançamento do novo canal informativo. Segundo o empresário, será em Queluz de Baixo, num “quarteirão” que foi adquirido pela Media Capital – onde “era a antiga Lisgráfica” – “e onde os acionistas decidiram investir os seus capitais próprios e adquirir toda a área”. Lá, “teremos produção de conteúdos, ficção e entretenimento, um edifício para a CNN e um para a TVI”, projeta.

As antigas instalações da Lisgráfica têm aproximadamente 48 mil metros quadrados de área bruta de construção, inserido num terreno com 105 mil metros quadrados. Ainda não é conhecida a data em que a mudança de instalações será concretizada – nem se, por exemplo, o edifício onde funciona atualmente a informação da TVI e da CNN Portugal, também em Queluz de Baixo, e o complexo onde está sediada a Plural Entertainment Portugal, em Bucelas, serão encerrados.

Media Capital vai vender rádios

Citado pela agência Lusa, Mário Ferreira fala ainda da alienação do negócio das rádios. O grupo Media Capital detém a Rádio Comercial, a Cidade FM, a M80, a Smooth e a Vodafone FM. “Achámos que é um bom momento para vendermos as rádios. Por isso, colocámos as rádios – tivemos uma oferta bastante interessante de um grupo grande de rádios europeu [Bauer]”, assume o empresário, acrescentando: “Achámos que as rádios, sendo um excelente negócio, era um negócio a alienar”.

O presidente do Conselho de Administração da empresa que detém a TVI não entra em grandes detalhes, mas acaba por assumir que o “processo de negociação” com o grupo Bauer já está “avançado”. “Já estamos um bocadinho para além do namoro”, diz mesmo.

Texto: Dúlio Silva; Fotos: Arquivo Impala e Divulgação CNN Portugal

Impala Instagram


RELACIONADOS