Jonas relata a dolorosa saída da casa dos pais

Jonas forma-se como jogador profissional mais tarde do que é habitual porque tinha muita dificuldade em sair de casa dos pais.

Jonas relata a dolorosa saída da casa dos pais

Jonas relata a dolorosa saída da casa dos pais

Jonas forma-se como jogador profissional mais tarde do que é habitual porque tinha muita dificuldade em sair de casa dos pais.

Jonas foi um dos convidados que esteve presente, esta sexta-feira, dia 12 de julho, n’O Programa da Cristina. Assim que entra em casa da apresentadora, a anfitriã das manhãs da SIC faz uma grande festa ao ex-jogador que fez o último jogo da sua carreira, esta quarta-feira, dia 10.

Jonas abraçou Cristina Ferreira e deu-lhe um saco com um presente para o filho, Tiago. Uma camisola do Benfica com o número 10. Já sentados, o ex-jogador revelou que a decisão de terminar a carreira, foi a decisão «mais difícil» que tomou. «São 15 anos a jogar, mas sofri muito nos últimos dois anos com algumas lesões e desde janeiro que tenho pensado muito nisto», contou.

O ex-jogador do Benfica teve várias dores lombares e, em fereveiro deste ano, Jonas teve a última lesão e disse que «não queria passar mais por isto». «Tenho de tratar da minha saúde, tenho 35 anos», disse.

«Chorava com saudades»

Começou tarde na carreira de jogador profissional porque tinha «muita dificuldade» em sair de casa dos pais. «Chorava com saudades», revelou, entre risos. «Quando termino o ensino médio, eu sabia que queria jogar futebol, mas ainda estive a ajudar o meu irmão na farmácia dele. Não gostava nada», contou. O ex-jogador ainda fez dois anos da faculdade de Farmácia e só depois percebeu que o caminho era o futebol.

O medo de sair de casa sempre falou mais alto, mas quando o pai lhe diz para tentar novamente o futebol e congelar a matrícula na faculdade, Jonas pensou duas vezes. O ex-jogador já tinha jogado quando era mais novo. «Acabei por realizar um sonho do meu pai. Ele é o culpado de eu jogar à bola porque ele queria que um de nós os três (irmãos) fosse jogador», revelou.

Os pais e os dois irmãos de Jonas fizeram-lhe uma surpresa e foram até ao programa de Cristina Ferreira. Orgulhosos do filho e do irmão, a família teceu vários elogios ao ex-jogador. «É uma alegria vê-lo jogar», disse o pai de Jonas. «Acompanhámos sempre os jogos dele», contou a mãe.

Elogia o Presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira
A mulher do ex-jogador e a filha mais velha também foram a estúdio. A história de amor do casal começou quando Jonas começou a jogar, mas os dois conhecem-se desde crianças. «Custa muito ir embora, Lisboa tornou-se a nossa segunda casa», disse a mulher do ex-jogador.

No final do mês de julho, Jonas vai lançar um livro onde fala sobre o percurso no futebol, principalmente dos cinco anos em que esteve no Benfica. «De todos os presidentes que tive, o mais ser humano, aquele que é um exemplo de trabalho, compromisso e humildade, é o Luís Filipe Vieira», terminou.

Texto: Carolina Sá Pereira; Fotos: Reprodução Redes Sociais

 

Impala Instagram


RELACIONADOS