Joana Albuquerque e Rui Figueiredo em guerra aberta: “Isto é crime”

Joana Albuquerque acusou Rui Figueiredo de um alegado esquema por detrás de uma plataforma de jogos online. O noivo de Jéssica Antunes e a própria já reagiram à polémica: “Isto é crime”

Joana Albuquerque e Rui Figueiredo em guerra aberta:

Joana Albuquerque e Rui Figueiredo em guerra aberta: “Isto é crime”

Joana Albuquerque acusou Rui Figueiredo de um alegado esquema por detrás de uma plataforma de jogos online. O noivo de Jéssica Antunes e a própria já reagiram à polémica: “Isto é crime”

Rui Figueiredo viu o seu nome e o da sua noiva, Jéssica Antunes, envolvidos numa polémica iniciada por Joana Albuquerque e por uma amiga da influenciadora, com o objetivo de expor publicamente o alegado esquema por detrás de uma plataforma de jogos online. Após a acusação, Rui Pedro partilhou nas suas InstaStories, plataforma do Instagram, a sua versão dos factos e acusou a influencer de injúria e difamação.

“Nós não compactuamos com fraudes e não enganamos ninguém. Eu não roubei nada, jamais, eu tenho empresas, eu cumpro e pago impostos. Eu fiz publicidade, recebi”, começou por dizer o empresário. Além disso, acusa-a de crime: “A Joana Albuquerque aproveitou o palco para aparecer, tentar-nos acusar e denegrir. Isto é crime, naturalmente que vou prejudicá-la em tribunal”. “Tenho aqui provas, falei com as entidades, mandaram-me os prints em que a Joana queria trabalhar com eles, pediu 1.000 euros por publicação e eles negaram. Portanto, a Joana está a fazer isto por revolta e por querer um palco à nossa custa”.

Ora veja a acusação de Joana Albuquerque:

Posteriormente, Jéssica Antunes também criticou Joana Albuquerque: “Acerca do assunto polémico do momento – que agora já não é a Prozis – porque a fofa da Joana que é patrocinada por eles (tal como eu) viu-se apertada pelos seguidores acerca da continuação da parceria. Teve que arranjar um assunto paralelo que se sobrepusesse […] A frustrada e gananciosa da Joana pediu 1.000 euros para fazer essa dita publicidade que ela diz ser enganos e, após terem rejeitado o pedido da dondoca, começou então a difamação por parte dela”, escreveu.

Rui Figueiredo afirma: “As pessoas querem que o dinheiro caia direto na conta sem mandar dados”

Segundo Rui Figueiredo explicou à Hiper Fm sobre esta plataforma: “Ice Games e Vulcão é uma plataforma que se me perguntarem quem é a pessoa e a cara, não faço ideia. Sei que falo com uma plataforma, é lógico, há 120 ou mais influencers nacionais a fazer publicidade àqueles jogos”, começou por dizer. Defendendo-se da acusação de serem ilegais, responde: “Os jogos são legais, têm é licença de jogo internacional como tem a Betclic, Betano, etc. Se conseguem entrar nos jogos no nosso país, é porque a Internet sabe que aqueles jogos têm licença. Essa entidade abordou-me a mim, à Jéssica [Antunes] e a mais 120 influenciadores para fazer essa publicidade, nós fazemos e toda a gente faz“, esclareceu.

Além disso explica como é que era pago o dinheiro:”E eles para chegarem ao influencer mais rápido, confiavam em nós, mandavam-nos o dinheiro e nós pagávamos diretamente a eles. Só isso, não ganhávamos nada com isso, fazíamos por facilitar. Mas tenho comprovativos de tudo, como é lógico. Nós só fazemos isso e ponto final“, referiu Rui Pedro. “Algum miúdo ou miúda contactou a Maria [Mendes] a dizer que não conseguia levantar o dinheiro, porque não deu os dados bancários, porque não meteu o cartão de cidadão. Naturalmente, falando com uma empresa credível legal tens de colocar esses dados todos. E as pessoas querem que o dinheiro caia direto na conta sem mandar dados, não conseguem”.

Ora espreite a versão de Rui Figueiredo:

Texto: Maria Constança Castanheira; Fotos: Reprodução Instagram

Impala Instagram


RELACIONADOS