Filomena Cautela recorda momento trágico que viveu

Filomena Cautela foi a convidada desta quarta-feira, 26 de junho, de Tânia Ribas de Oliveira e falou sobre alguns dos problemas pessoais que afetaram a sua vida profissional.

Filomena Cautela recorda momento trágico que viveu

Filomena Cautela foi a convidada desta quarta-feira, 26 de junho, de Tânia Ribas de Oliveira e falou sobre alguns dos problemas pessoais que afetaram a sua vida profissional.

Filomena Cautela vai despedir-se esta quinta-feira, 27 de junho, do 5 Para a Meia-Noite. A apresentadora conduz o talk show da RTP1 desde outubro de 2016, altura em que a estação pública de televisão decidiu resgatar o formato.

Filomena foi convidada de Tânia Ribas de Oliveira esta quarta-feira, 26 de junho, no A Nossa Tarde e falou sobre o seu percurso no programa. A apresentadora recorda que, quando foi convidada para regressar ao formato (que já tinha apresentado entre 2009 e 2011), a RTP atravessava uma fase de indefinição.

Filomena Cautela acaba por liderar com o formato

«O 5 parou e houve uma mudança grande na RTP. Havia falta de dinheiro, foi na altura do auge da crise financeira. Era uma altura complicada financeiramente para o país», explica. Tânia Ribas de Oliveira questiona: «tu achaste ‘então vão chamar-me porque não têm dinheiro para os outros quatro’». Ao que Filomena responde: «eu acho que sim (risos)!».

Filomena Cautela acabaria por liderar, em outubro de 2016, uma nova era no talk show da RTP que, originalmente, começou por ser diário e exibido na RTP2. «Quando me convidaram para vir cá, aconteceu-me uma coisa muito trágica, muito perto dessa altura», relembra.

Apresentadora fala sobre momento trágico

Apesar de nunca se referir a este acontecimento, este momento temporal coincide com a morte da mãe. Filomena Cautela perdeu a progenitora no Verão de 2016. «Quando as pessoas vivem alturas em que a vida lhes dá um murro na cara, uma pessoa fica um bocado atordoada e não sabe o que há-de fazer. Toda a gente já viveu isto. Uma tragédia, uma doença, uma morte…eu estava num estado ainda um bocado atordoado, não sabia o que havia de fazer, o meu corpo não respondia, eu própria não respondia muito à vida», relembra.

É nessa altura que recebe o convite para apresentar o 5 Para a Meia-Noite, programa que conduz, sem interrupção, ao longo de quase três anos. «Eu acho que foi uma coisa cósmica que disse ‘anda, Mena, anda viver!’.»

Texto: Raquel Costa

LEIA MAIS
Saiba quem vai substituir Fátima Lopes nas tardes da TVI
Tempo quente no fim de semana, mas não em todo o País

 

 

Impala Instagram


RELACIONADOS