Fátima Lopes sente «uma espécie de vazio, de angústia e de ansiedade»

Fátima Lopes fala da importância dos retiros espirituais que fazem mais «efeito mais positivo que 15 dias de férias num local paradisíaco»

Fátima Lopes sente «uma espécie de vazio, de angústia e de ansiedade»

Fátima Lopes fala da importância dos retiros espirituais que fazem mais «efeito mais positivo que 15 dias de férias num local paradisíaco»

Fátima Lopes escreveu um novo texto no blogue Simples Flow em que fala da importância que a meditação tem na sua vida. A apresentadora contou que «há 22 anos» começou o «caminho de desenvolvimento pessoal» com a ajuda de Christiane Águas e que começou a entender a necessidade que tinha de «mergulhar no interior para encontrar respostas».

«Tinha na altura vinte e sete anos e há muito que me questionava sobre uma série de coisas, para as quais não encontrava respostas satisfatórias. Sentia uma espécie de vazio, de angústia e de ansiedade, por querer não sei o quê, que me preenchesse», escreveu.

LEIA MAIS: Aos 49 anos, brilha em biquíni

Após algumas experiências em várias áreas, Fátima Lopes encontrou Christiane com quem tinha consultas. «Eu aprendia ferramentas para aplicar na minha vida tendo em conta os meus objectivos e no final, a Christiane usava a energia para me fazer um equilíbrio dos chackras.»

«São tão intensos»

Encontrou nos retiros, no reiki e na meditação uma «cura energética». A estrela da TVI explicou:

«Às vezes os retiros são tão intensos, que acontece um salto quântico e sentimos que passamos mesmo para outro patamar da nossa existência. O último que fiz foi em Abril e chamava-se ‘Dar voz às emoções’. Foi brutal, simplesmente porque foi libertador!».

Por fim, Fátima explicou que os retiros conseguem-na ajudar mais do que «15 dias de férias num local paradisíaco».

Fotos: Impala e reprodução Instagram

 

Impala Instagram


RELACIONADOS